terça-feira, 25 de junho de 2013

Happy Ending??

Antes de mais, quero dizer que este post não é um regresso à blogosfera mas também não é necessariamente uma despedida.
Já lá vai um ano desde a última vez que aqui escrevi e a minha vida mudou tanto que achei que era justo vir aqui fazer um pequeno encerramento dado que o post anterior foi muito pouco conclusivo.
Mas vamos por partes...
 
Terminei a tese, o que significa que o mestrado foi concluído. Melhor ainda, superei todas as espectativas tendo um resultado que não vi em mais nenhum colega e que, modéstia à parte, me deixa orgulhoso do meu trabalho e esforço.  Consegui um 19 tanto no estágio como na tese.
Além disso, esta mesma semana, decorreu em Lisboa a 1st International Conference on LGBT Psychology and related fields – Coming out for LGBT Psychology, tendo a minha tese sido selecionada para uma apresentação oral. Infelizmente, não pude comparecer pessoalmente mas o meu orientador disponibilizou-se a representar-me. A quem quiser, deixo aqui o link para o pdf do resumo publicado, na página 77, onde poderão confirmar os resultado de forma sucinta, sendo que os mesmos, na minha opinião, são bem interessantes. Por outro lado, quem desejar uma leitura mais profunda pode consultar a minha tese na integra aqui
 
O ano de 2012 foi pautado por várias turbulências e dúvidas contudo, o início de 2013 trouxe uma viragem abrupta na minha vida. Pois é, ao fim de quase 5 anos, eu e o Theo decidimos dar o passo de morar juntos. Assim, arrumei a minha vida em três malas, abracei amigos/as e familiares, tentei prender as lágrimas sem sucesso e mudei-me para o Brasil.
Não casamos mas fizemos o equivalente no Brasil que é a união estável, que nos dá todos os mesmos direitos legais e era isso que precisávamos pois permite-me ficar cá definitivamente. No nosso caso, nem se levantou a questão de troca de apelidos porque, por coincidência, temos o mesmo. Assim, deixamos de ser namorados, passamos a maridos e não podíamos estar mais felizes. :)
 
No Brasil não se fala em crise. Cheguei, mandei o curriculum para uma série de lugares e nos dias seguintes estava a ser chamado para entrevistas. Acabei por aceitar um emprego como professor universitário numa cidade vizinha e, mais uma vez, sinto que fiz a escolha acertada. Demoro um pouco a chegar mas sinto-me muito gratificado. Tendo acabado de sair da faculdade, este é um trabalho que me obriga a estudar continuamente, além de me ocupar bastante o tempo a preparar aulas, corrigir provas e trabalhos. Curiosamente, a minha especialidade (Psicologia Clínica de orientação Cognitivo Comportamental) é uma raridade aqui no Brasil já que a maioria dos profissionais só quer saber de psicanálise. Como tal, na sala de professores vejo-me muitas vezes sozinho a argumentar contra todos os "Freuds", o que também acaba por ser divertido.
Inicialmente tive algum receio pois alguns dos/as alunos/as são pessoas mais velhas que decidiram voltar a estudar. Na verdade, tenho turmas em que sou o mais novo  dentro da sala. Contudo, o meu medo foi completamente infundado tendo-me deparado constantemente com o espirito caloroso, respeitador e recetivo dos brasileiros repleto de interesse e vontade de aprender.
 
Enfim, não acredito em eternos "Happy Endings" mas sei que, apesar da saudade, estou muito feliz e só desejo que esta boa fase se prolongue por muito tempo.
Não regressarei aos blogs porque, efetivamente, acho que este é um espaço de partilha onde recebemos um pouco dos outros, mas também temos de dar um pouco de nós e isso demora muito tempo. Talvez regresse um dia com um formato um pouco diferente.
 
Muitas bloggers que conheço já me adicionaram no facebook, um espaço mais superficial mas que me consome menos tempo. Para aqueles que o desejarem fazer venham até aqui. Para todos/as, as maiores felicidades e um até já...
 
Psiend...
 

7 comentários:

Ricardo disse...

:) Ai, adorei. Que bom :)

Fico mesmo muito feliz por ti e espero que as coisas se mantenham assim durante muito tempo, se possível até, "para sempre".

Um abraço. Felicidades e a maior sorte! :) (E não se agradece para não dar azar, sorri-se )

miguel disse...

um abraço e votos das maiores felicidades.

li o abstract da tua tese e achei muito interessante. vou lê-la, agradecendo teres disponibilizado o link.

Teté disse...

Também fiquei contente que tudo tivesse corrido tão bem contigo, mas tal também se deve ao teu empenho e trabalho.

Felicidades para ti e para o Theo, que também nesse capítulo parece tudo decorrer pelo melhor!

E pronto um grande beijinho e continua a ser feliz! :)

Se7e disse...

Tou feliz por ti... muito! espero que tudo continue a correr bem... :P

um abraço de Portugal, que por estes dias cá no porto arde de calor :)

João Roque disse...

Estás de parabéns em todos os aspectos.
Desejo-vos todas as felicidades do mundo.
E vai dizendo alguma coisa por aqui, também.
Abraço.

Marco disse...

Que boas noticias! Fico muito feliz por ti! :-9
Abraço

Anónimo disse...

Muitos Parabéns, pelo mestrado, pelo casamento, pelo emprego, pela felicidade merecida. Força com a vida! F (ex-comyxtura)