sábado, 31 de julho de 2010

Torchwood


Esta foi uma série que gostei muito e que já acabei de ver faz tempo mas só agora me lembrei de postar e recomendar.

A série acompanha uma equipa de pessoas pertencentes a uma organização que lida com o controlo de seres e objectos sobrenaturais que surgem na Terra. Apesar de algo semelhante aos clássicos X-Files, na verdade é um spin-off da conhecida série Doctor Who sendo que por vezes os personagens de Torchwood aparecem no Doctor Who e vice-versa. No entanto, contrariamente ao Doctor Who, Torchwood é uma série orientada mais para um público adulto.

É produzida pela BBC do Reino Unido e como tal por vezes não tem efeitos especiais tão hollywoodescos como estamos habituados. A série terminou ao fim de três seasons sendo que a última com apenas 5 episódios provou ser a melhor em todos os aspectos: drama, historia, enredo e suspense. Contudo, as decisões dos produtores de matarem um dos personagens principais levou a uma gigantesca crítica e choveram cartas de desagrado em cima dos produtores fazendo vários protestos públicos e ameaçando um boicote à série que de qualquer modo já estava planeada terminar no episódio seguinte. Os fãs foram tão longe que criaram uma angariação de fundos para crianças desprotegidas em nome do personagem intitulada “Bring XXXX back”. Não vou dizer o nome para não fazer spoilers a quem estiver a pensar ver. Falou-se na possibilidade de um 4ª season contudo, os fãs ameaçam o boicote à série se o personagem não voltar e os produtores já disseram que não o vão trazer de volta de modo nenhum. Na minha opinião, a série já não tem por onde continuar principalmente depois da morte do tal personagem e não me parece de facto que vá ser feita outra season.

sexta-feira, 30 de julho de 2010

Cable


Nathan Cristopher Charles Summers é o filho de Cyclops com Madelyne Pryor, uma clone da Jean Grey (longa história). Pouco depois de nascer, o bebé foi infectado por uma doença sem cura que o iria levar à morte. Desesperado, Cyclops arranjou maneira de enviar o filho para o futuro onde existia tecnologia necessária para curar a sua doença. Algum tempo depois, Nathan regressou ao presente, já crescido, sendo na verdade já bastante mais velho que o seu próprio pai. No presente, a sua personalidade demasiado determinada e impiedosa para com os inimigos sempre causou algum conflito com o seu pai e com os X-Men em geral. Por este razão, Cable não passava muito tempo com a equipa principal e evitava pedir-lhes auxílio. Cable tornou-se também o principal mentor do primeiro grupo de New Mutants(jovens aspirantes a X-Men) que mais tarde converteu na primeira encarnação da equipa de nome X-Force.
Além do já referido, Cable foi governante de uma pequena nação independente, chamada Providence, que abrigava qualquer pessoa que pedisse asilo independentemente da sua raça, religião ou do facto de ser mutante. Era considerado o paraíso dos renegados mas acabou por ser completamente destruída numa luta conta uns vilões chamados Marauders.
Recentemente, Cable surgiu como o primeiro mutante a encontrar a bebé messias, a única mutante a nascer após 99% dos mutantes terem perdido os seus poderes. Com muito custo, Cable conseguiu proteger a bebé de grande parte das equipas que a queriam eliminar ou utilizar para proveito próprio mas mais uma vez esteve perto de falhar por não ter pedido ajuda aos X-Men logo de início. No final, com a ajuda do seu pai e do resto da equipa, Nathan fugiu com a bebé para o futuro prometendo que a iria criar da melhor maneira e que esta voltaria um dia para salvar todos os mutantes da Terra. Actualmente, os dois correm pelo futuro tentando fugir de Bishop que mantém a sua missão de destruir a agora crescida mutante messias chamada Hope.

Poderes: Cable é um telepata, o que significa que consegue ler pensamentos e controlar a vontade dos outros, entre outras habilidades. Tem também poderes Telecineticos o que significa, de modo simplista, que é capaz de mover objectos com a mente. Contudo, como referi, este mutante foi infectado em bebé pelo tecno-vírus que basicamente é um vírus que vai transformando o seu corpo numa forma de metal orgânico e que levará à sua morte se progredir. Como tal, Cable usa os seus poderes para parar a evolução do vírus ao invés de os usar noutras circunstâncias. Em batalha, Cable usa geralmente armas se bem que houve diversas situações em que recorreu às diversas funcionalidades que os seus poderes lhe permitem e que foram evoluindo ao longo dos anos.

Esta personagem não aparece em nenhuma das adaptações ao cinema até ao momento. Pessoalmente, é uma personagem que embora não repudie, também não gosto muito. Tem fases em que até lhe acho piada como na altura que fundou Providence e outras fases em que acho que não anda lá a fazer nada.

quarta-feira, 28 de julho de 2010

Paris - Amesterdão

Estamos de volta a terras Lusitanas, foi uma viagem extremamente divertida e repleta de bons momentos e alegria. Paris já conhecia e mantenho a minha opinião de que é a cidade que menos gosto de todas as que visitei. Amesterdão não conhecia, mas saí fascinado. Achei uma cidade fantástica com uma cultura muito própria e muito distinta, pessoas extremamente simpáticas e atenciosas, arquitectura muito particular e divertimento 24 horas por dia.
Mas o melhor de tudo, foi claro, ter reencontrado o Theo!! :)
Chegamos a Paris às 10 da manha e andei o resto do dia a correr pela cidade com as Kengas atrás de mim para lhes poder mostrar os monumentos mais emblemáticos. Acho que foi missão cumprida. ;)


Museu do Louvre



Catedral de Notre Dame

Catedral de Notre Dame

Torre Eiffel


Arco do Triunfo


Às 19:00 apanhamos o comboio para Amesterdão onde encontramos o Theo no aeroporto, seguindo a sua tradição de malas extraviadas. Chegaram dois dias depois, as vantagens de namorar com uma pessoa do mesmo sexo demonstraram-se mais uma vez e lá andávamos os dois com T-shirts dos X-Men! ehehhe



Amesterdão


Amesterdão



Rijksmuseum

Casas de Amesterdão, sempre tortas :p


Mercado das Túlipas.



Antiga estação dos correios, actualmente um Shopping.



Madame Tussaud



Antigo mercado, actualmente um Restaurante.



Central Station



Uma Mesquita.

Canais de Amesterdão.



Canais de Amesterdão.


Red Light District.


As montras das Sexshops chocavam-me um bocado porque estavam expostas para as estradas onde durante todo o dia passavam crianças. Posso ser muito liberal mas acho que este material é explícito de mais para menores.


Quem for a Amesterdão e quiser comer os Space Cakes, que venha a esta coffeshop, estes são os melhores e os únicos que valem a pena. ;)

Antes dos Space Cakes!


Um pouco depois dos Space Cakes eheheheheh

Parece a capa de uma série mas é o nosso grupinho de ataque a Amesterdão numa das melhores férias de sempre.Kenga Best, Kenga Pierce, Kenga Baby, Eu e Theo.

Agora estaremos duas semanas aqui pela Invicta. De manha o Theo esta a fazer um pequeno estágio numa farmácia em Cedofeita, o resto do dia é para Praia e estar com alguns dos nossos amigos que o Theo já não falava pessoalmente há um ano.

segunda-feira, 19 de julho de 2010

Saga pelo Theo

Esta a começar mais uma jornada. Desta vez vou na companhia da Kenga Pierce, da Kenga Best e da Kenga Baby. Ainda tenho tudo por organizar mas vou já começar a tratar, mais logo chegam as Kengas para lidarmos com os últimos preparos e vão dormir por cá para amanha bem cedo apanharmos o avião rumo a Paris onde passaremos o dia. Ao fim da tarde, saltaremos para o comboio e quatro horas depois estaremos em Amesterdão mais ou menos ao mesmo tempo que o Theo aterra.

Obviamente que tenho andado a contar os dias para que o amanha chegue logo, já lá vão cinco meses desde a última que estivemos juntos no Brasil. Claro que falamos imenso e nos vemos todos os dias pela Internet mas as saudades já são muitas!! Depois de Amesterdão, voltaremos para Portugal e ficaremos cá por casa uns dias. Achei estranho a naturalidade com que os meus pais disseram que não se importavam que ele ficasse por cá. Apesar de obviamente nos “irmos comportar” cá em casa, tenho sempre um pouco de receio. A L. já disse em tom de brincadeira, para o Theo não comer nada que tenha sido feito cá em casa eheheh. Bem, o Theo também já passou aqui o Natal há dois anos e correu tudo pacificamente por isso estou certo que agora também será assim.

Depois de alguns dias aqui pelo Porto, vamos pegar no meu Mr. Chaço e fazer a costa de Portugal descontraidamente apanhando uns bons dias de praia (espero). Bem, depois falarei mais e postarei algumas fotos certamente.

Agora vou tratar das malas e contar os minutos até estar de novo com o meu Gaúcho, sinto que apesar de estarmos (geograficamente) separados, estamos cada vez mais juntos. :)

Até Breve. XD

domingo, 18 de julho de 2010

Revanche


Kwannon era a ninja japonesa que trocou de corpo com Psylocke ficando a partilhar os poderes da mesma e algumas memórias. Como tal, extremamente confusa, Kwannon apareceu na mansão dos X-men alegando ser a verdadeira Psylocke o que em muito confundiu a equipa na altura uma vez que de facto era ela quem estava no seu antigo corpo.
Após alguma batalha entre as duas mutantes e a intervenção dos X-Men ambas ficaram na equipa. Pouco depois, descobriu-se que a verdadeira Psylocke era a que se encontrava no corpo da japonesa e Kwannon adoptou o nome de Revanche ajudando os X-Men em algumas missões. Contudo, a sua estadia não foi longa. Revanche foi infectada pelo Legacy Virus. Este vírus que, primeiramente, só parecia afectar mutantes mas, depois verificou-se que podia afectar qualquer pessoa, causava um aumento exponencial nos poderes dos mutantes infectados até que estes se auto-destruíam. Conhecendo o seu destino, quando já estava muito debilitada, Revanche pediu ao seu namorado Matsu’o que a matasse poupando-a da agonia que já começava a sentir. E assim foi…
Nos seus últimos suspiros de vida, Kwannon usou os seus poderes telepáticos para pedir desculpa a Psylocke por tudo o que tinha acontecido. Com a sua morte, Psylocke recuperou a totalidade dos seus poderes mas ficou presa num corpo que não era o seu.
Recentemente o cadáver de Revanche foi desenterrado, pelas super-vilãs conhecidas como Sisterhood of Mutants, e usado para controlar Psylocke. Com muita dificulade os X-Men derrotaram as adversárias, libertaram a amiga e voltaram a dar repouso ao corpo de Kwannon.

Poderes: Originalmente esta mutante tinha apenas o poder empático de conseguir determinar quais os sentimentos que determinada pessoa estava a experienciar. Quando trocou de corpo ficou a partilhar os poderes de Psylocke. Disponha então de telepata, o que significa que conseguia ler pensamentos e controlar a vontade dos outros, emitir rajadas psíquicas, criar ilusões, entre outras habilidades. No entanto, preferia focar os seus poderes de forma a criar adagas e katanas psíquicas que eram capazes de cortar objectos inorgânicos e de criar disrupções no sistema nervoso dos seus inimigos.

Esta mutante não aparece em nenhuma das adaptações ao cinema até ao momento e pessoalmente não gostava dela e uma vez que tinha os mesmos poderes que a Psylocke, tornava-se mais uma personagem redundante.

sábado, 17 de julho de 2010

LOST

Na semana passada depois de ter os exames atrás das costas pude dedicar-me as minhas bds e às séries que há muito sigo. Uma dessas séries é Lost("Perdidos" em Portugal), considerada como uma das melhores de sempre. Assim, foi já com saudade que vi a última temporada. No geral, adorei todos os episódios sendo que houve dois que explicavam o passado da ilha mas que cortavam um pouco o desenrolar da história e não eram tão dinâmicos, apesar de necessários. Na minha opinião a 1ª e a 2ª temporada foram as melhores se bem que esta não ficou muito atrás. Houve muitos mistérios que ficaram sem resposta mas, por outro lado, foi muito bom que arranjaram uma forma de vermos de novo algumas das personagens que foram morrendo ao longo das 6 temporadas. No meu caso, adorei rever Libby, a psicóloga, que já tinha morrido no final da 2ª temporada.
O fim, não agradou a toda a gente mas os próprios roteiristas admitiram que também não era esse o objectivo. A meu ver, sou um felizardo pois adorei a forma com que terminou e acho que não haveria outra maneira sem ser aquela. Deixo um vídeo sem grandes spoilers onde podemos recordar os principais personagens.
Se há uma série que aconselho ser vista é esta, embora seja tão complexa que tem de ser vista do inicio ao fim, quem não vir um episodio no seguinte já fica completamente…LOST.

quinta-feira, 15 de julho de 2010

Bishop


Lucas Bishop é um mutante que nasceu num futuro não muito distante onde a população mutante era reprimida e escravizada vivendo em campos de concentração. Segundo Bishop, esta situação deveu-se ao nascimento de um mutante e ao facto de um X-Men traidor ter morto o Professor Xavier. Nesse futuro, Bishop era obrigado a perseguir outros mutantes para os aprisionar. Certo dia, Lucas estava em perseguição de um mutante terrorista chamado Fitzroy que tinha a habilidade de criar portais de transporte no tempo e durante a batalha, Bishop acabou por ser enviado para o tempo presente. Como consequência desta situação, Lucas conheceu os X-Men e integrou-se na equipa com o intuito de desmascarar o traídor. No entanto, vários anos de passaram sem se chegar a nenhuma conclusão sobre quem seria.
Mais recentemente devido aos poderes de uma outra mutante chamada Scarlet Witch, 99% dos mutantes perderam os seus poderes e deixou de nascer qualquer novo mutante. A espécie parecia destinada à extinção até que nasceu uma bebé mutante que foi apelidada de “A Messias”. Este acontecimento teve grande impacto a nível mundial e tanto os X-Men como os seus vários inimigos queriam ser os primeiros a ter a bebé em seu poder.
Foi nesta altura que Bishop abandonou a equipa iniciando a sua jornada com o objectivo de matar a bebé uma vez que afirmava que aquela criança seria a responsável pelo seu futuro tenebroso e opressivo. Os X-Men obviamente que queriam proteger a bebé e durante a batalha Bishop feriu gravemente vários amigos e chegou mesmo a perder um braço, mas não tendo sucesso na sua missão. Durante a última batalha vimos que para ironia do destino o prórprio Bishop deu um tiro na cabeça do Professor Xavier…
Entretanto, um dos X-Men chamado Cable, pegou na criança e fugiu para o futuro jurando que a iria criar da melhor maneira possível e que voltaria um dia com a Messias para salvar a raça mutante.
Desesperado, Bishop adquiriu um braço robótico roubado do laboratório de Forge. Esse braço entre muitas outras capacidades permite-lhe viajar no tempo em perseguição de Cable e da Messias que Cyclops baptizou com o nome Hope…

Poderes: Embora normalmente em batalha este mutante use gigantescas pistolas e outras armas, Bishop tem a capacidade de absorver qualquer tipo de energia com que seja atingido e envia-la de volta mas com o dobro do poder.

Este personagem, tal como todos aqueles que vêm de futuros alternativos, não aparece em nenhuma das adaptações ao cinema. Pessoalmente é um personagem com que nunca simpatizei muito, gostava apenas das suas aventuras quando era detective na cidade mutante District X.

quarta-feira, 14 de julho de 2010

Barcelona Revisited

Cá vão as fotos de Barcelona. Esta é a minha cidade preferida adoro o estilo de vida de lá e já foi a 3ª vez que a visito e penso voltar, de qualquer forma vi sempre coisas novas.
Como no ano passado já postei foto dos principais monumentos da cidade, que podem ser vistas aqui, desta vez não vou ser exaustivo. Posto apenas algumas fotos…
Parque Guell
Parque Guell
Sagrada Familia. Continua a ser um monomento grandioso mas feio. parece construido com caca de pássaro...
Algures....
As bds nunca me abandonam...
Montjuic
A Fonte Mágica foi uma nova descoberta bem interessante. Um espectáculo de água, luz e música que ia ficando mais interessante conforme anoitecia e onde as pessoas se reuniam animadamente.
Vale a pena ver…
Deixo o vídeo de um turista francês que lá estava e que era sem dúvida o mais animado. ;)

video
Aproveitamos também para ir ao Port Aventura, que adoro, fui há muitos anos, na minha viagem de finalistas do secundário, e estava ansioso por regressar. Andamos em tudo... :p

Dragan Khan - O melhor divertimento do parque. Gostamos tanto que andamos mais do que uma vez!!

Aqui tinha acabado de saber a minha nota de estatística por sms, por isso, estava especialmente animado!!!


Este apesar de divertido e da vista maravilhosa amassava um bocado a fruta....



Foram óptimos dias, muito cansativos pois andávamos de manha à noite mas sempre a rir e a conversar. Bem precisava depois do stress dos exames. Um obrigado à T. que nos cedeu a sua casa e de quem já tínhamos muitas saudades, voltaremos a estar juntos ainda este verão. ;)

terça-feira, 13 de julho de 2010

Jubilee


Jubilation Lee é uma americana filha de emigrantes chineses. Quando ainda era muito nova, os seus pais foram assassinados e a Jubilee viveu toda a sua infância num orfanato e em casas de acolhimento de onde fugia constantemente. Quando já era uma jovem adolescente, habitava clandestinamente num shopping onde roubava comida e roupa. Certo dia, algumas das X-Womans foram fazer compras a esse mesmo shopping e acabaram por se envolver numa luta contra caçadores de mutantes. As X-Womans, obviamente, limparam o chão com eles e impressionada por conhecer outros mutantes, Jubilee acabou por segui-las até à base dos X-Men. Contudo, Jubilee não conseguiu permanecer muito tempo na base dos X-Men sem ser descoberta e de imediato foi acolhida pela equipa. A sua personalidade extrovertida e bem-disposta rapidamente a ajudou a criar laços com os colegas, principalmente com Wolverine que se tornou o seu mentor à semelhança com o que havia anteriormente acontecido com a Kitty Pryde. Jubilee, viveu alguns anos com os X-Men e auxiliou-os em diversas aventuras e batalhas mas, mais tarde, quando alguns outros mutantes da sua idade ficaram à responsabilidade dos X-Men, Banshee e Emma Frost criaram uma escola para os jovens separada da base dos X-Men para que fossem menos expostos ao perigo. Não resultou muito…
De qualquer modo, devido a esta situação, a Jubilee deixou de aparecer com tanta frequência nas bandas desenhadas do X-Men e começou a aparecer numas novas Bds chamadas Generation X.
Mais alguns anos se passaram até que a escola onde andava foi atacada por um grupo de mutantes vilões o que levou à morte de um dos alunos e à separação dos restantes. Depois destes eventos Jubilee regressou aos X-Men mas por pouco tempo. Devido aos acontecimentos do dia M, 99% dos mutantes perderam os poderes e Jubilee foi uma das afectadas.
Este fenómeno fez com que muitos mutantes voltassem a ter vidas normais mas a jovem sentia ter nascido para ser uma super-heroína e como tal integrou numa equipa chamada New Warriors, constituída por ex-mutantes, que usavam ciência e tecnologia para ter habilidades especiais. Jubilee abandonou então o seu nome de mutante para passar a ser conhecida por Wandra!! Adquiriu também um uniforme completamente diferente e junto do grupo já lhe referiram que se tornou uma pessoa completamente diferente, muito mais séria e perdendo a sua constante postura alegre e brincalhona...
Recentemente, os New Warriors separaram-se e a jovem veio para San Francisco onde vivem os X-Men.


Poderes: Quando era mutante tinha a capacidade de emitir das suas mãos rajadas de energia que se assemelhavam a fogo-de-artifício.
Como Wandra, o seu uniforme e a tecnologia de que dispõe conferem-lhe super-força, capacidade de voar e várias outras habilidades.

Nas adaptações ao cinema aparece num filme feito para a televisão em 1996 baseado no seu tempo na escola com a Generation X. Foi protagonizada pela actriz Heather McComb e o filme era para ser o inicio de uma série. No entanto, este filme foi um fiasco e além de muitas outras falhas os fãs ficaram descontentes com o facto da actriz não ser asiática.
Esta mesma questão foi corrigida nos três filmes mais recentes dos X-Men onde a personagem é protagonizada por Kea Wong embora seja uma mera figurante ao longo da trilogia. Fala apenas uma única vez nos três filmes e diz:
“-Storm!!!”
A única cena onde lhe era dado o mínimo de foco, o seu minuto de fama, foi cortada do filme mas pode ser vista no youtube e passo a mostra-la:


Pessoalmente, antes de se juntar aos New Warriors achava-a muito parecida com a minha Kenga Baby e até lhe achava graça embora não seja das minhas preferidas.