domingo, 20 de junho de 2010

Psylocke


Elizabeth “Betsy” Braddock era uma aristocrata Inglesa, irmã do maior super herói da Grã-Bretanha, o Captain Britan.
Pouco tempo depois de descobrir que era uma mutante, Betsy integrou-se na equipa de X-Men numa altura em estes estavam com estrema necessidade de um telepata, uma vez que o Professor Xavier e a Jean Grey estavam ausentes da equipa na altura. A integração foi contudo extremamente complicada pois a jovem não tinha qualquer experiencia de combate e por vezes numa batalha acabava por ser um estorvo. Contudo, Betsy não desistiu, treinou afincadamente e a dada altura a sua vida deu a maior reviravolta de sempre.
Ansiosos por ter à sua disposição um poder telepático, criminosos japoneses raptam Psylocke e submetem-na a um procedimento tecnológico que obrigou os seus poderes telepáticos a trocarem a sua mente com a de uma ninja assassina japonesa. Assim, Betsy ficou trancada no corpo da japonesa e a japonesa ficou com o seu corpo antigo. Apesar de obviamente não ter achado muita graça à situação, Betsy ganhou todas as habilidades físicas que a ninja possuía tornando-se uma das melhores X-Men a nível de batalha física. No entanto, o seu poder ficou diminuído a metade. Mais tarde, com a morte da japonesa, Psylocke ficou para sempre presa num corpo oriental que não era o seu mas recuperou a totalidade dos seus poderes que entretanto se desenvolveram de forma a usar também habilidades telecinéticas.
Durante a sua estadia com os X-Men, Betsy teve vários flirts com os colegas mas o seu relacionamento mais sério e que eu gostei mais foi com o Angel. Infelizmente, os dois acabaram por se separar e seguir caminhos distintos com relacionamentos menos interessantes.
Aqui fica a imagem da antiga Psylocke.

Poderes: Psylocke é uma telepata, o que significa que consegue ler pensamentos e controlar a vontade dos outros, emitir rajadas psíquicas, criar ilusões, entre outras habilidades. Tem também poderes Telecineticos o que significa, de modo simplista, que é capaz de mover objectos com a mente. Contudo, os poderes de Psyloque também funcionam de forma diferente dos outros mutantes com as mesmas habilidades. Betsy prefere focar os seus poderes de forma a criar adagas e katanas psíquicas que são capazes de cortar objectos inorgânicos e de criar disrupções no sistema nervoso dos seus inimigos.

Esta personagem apenas aparece no 3º filme dos X-Men protagonizada pela actriz Meiling Melançon e mais valia não ter aparecido. É quase uma figurante, foi colocada no grupo do Magneto, fala uma ou duas vezes durante o filme todo se tanto, tem uma aparência que em nada se assemelha à das Bds e no final é morta pela Phoenix. Na verdade, só soube que aquele ser era a Psylocke quando vi nos créditos do filme porque nem sequer chega a ser referido o seu nome.

Pessoalmente, não é das minhas preferidas embora até goste por ser uma personagem original. No entanto, a sua história é uma salganhada tão grande que até eu fico confuso e acreditem que neste post só escrevi mesmo o essencial. Além disso passa a vida a sair da equipa, depois volta, depois já ninguém sabe dela outra vez… faz-me lembrar alguém… hmmm… e só agora reparei nisso…

8 comentários:

Theo.. disse...

Ai não gostava nada de ter de trocar de corpo com outro mesmo com todos os poderes que ela tem, gosto assim e não preciso de mudar nada, depois na outra vida eu mudo. Ela deve ter ficado mesmo muito infeliz, não é atoa que ela vai e volta das equipas, deve ter ficado muito abalada emocionalmente, não te parece que esses X-mens tem falta de acompanhamento psicológico?

ψ Psimento ψ disse...

Realmente é bem possivel. Eu ofreço-me desde já como psicologo da equipa.

So disse...

lolol espertinho eu também quero =P
pois eh realmente tem grandes parecenças com "nos-sabemos-quem" msmo a parte de inicialmente ter um corpo e depois ter outro pode ser uma boa metáfora. e a parte do in and out nem comento lol escolheste a dedo msmo sem saber =P
quanto ah personagem em si, embora tenha lido poucas bd's com ela, acho que tem uns poderes interessantes, e eh na realidade, pelo que contas original, tornando.se diferente dos outros telepatas e telecineticos e acho que as capacidades da ninja se tornaram uma mais-valia. No filme, tambem reparei que aparecia o nome dela nos creditos, so depois de falares nela, mas realmente nao sei pk raio se foram lembrar de a por ali, na equipa do magneto e com akele aspecto, toda uma incognita. mais valia nao lhe terem dado nome nenhum nos creditos que tb nng ia reparar. enfim... one dowm, two to go =)

ψ Psimento ψ disse...

Tá bem So podes ser minha assistente. Ficas a acompanhar o Wolverine porque eu não quero quebrar o código ético. :p

So disse...

loooool mt pelo... mas eu abstraio-me disso! f*** ethics =P

Rafeiro Perfumado disse...

Esta não me levava ao altar. Quer dizer, a não ser que me obrigasse... Abraço!

X disse...

É uma personagem interessante e original. A parte da telepatia sempre a tornou um bocado redundante na equipa mas ainda assim ela tem outras mais valias. Também era fã da sua relação com o Warren (deve ser a única com que concordamos ;) e tive pena que acabasse.
É pena a história dela ser tão complexa porque de certeza que afasta potenciais fãs.
Abraço

Anónimo disse...

Eu amo psylocke