segunda-feira, 30 de maio de 2011

Os "Básicos" de Portugal

Penso já ter referido esta situação mas o Theo tem sempre o azar de lhe perderem as malas. Como tal, a quando da sua última visita, eu e as Kengas fomos passar uns dias a Amesterdão onde ele se veio encontrar connosco antes de vir para Portugal. Como é hábito lá estava ele, sem os seus pertences e teve de andar uns dias por Amesterdão com as minhas roupas. Aliás, podem ver pelas fotos que além do tamanho não ser o ideal (ele é bastante mais alto que eu), as T-shirts de super-heróis também não lhe assentam particularmente bem. ;)

Quando as malas voltaram uns dias depois, foram basicamente deixadas na recepção e vinham em sério mau estado. Como tal, tendo o Theo 11 advogados na família e mais uns quantos amigos, está a decorrer um processo em tribunal no Brasil a solicitar uma indemnização. Tudo leva a querer que vá ganhar até porque ganhou um anterior nas mesmas condições.
Bem, depois da contextualização passemos ao motivo de relevo para este “post”. Uma vez que presenciamos o sucedido, eu e a So, ficamos encarregues de elaborar uma declaração de testemunhas. Escrevemos tudo pormenorizadamente e fomos a uma notária para ser feito o reconhecimento das assinaturas e que nos informou desde logo que, teríamos de ir também ao consulado brasileiro.

Torci de imediato o nariz porque já lá tinha estado uma vez com o Theo e tinha-os achado francamente incompetentes e antipáticos mas lá fui eu no próprio dia. Cheguei lá por volta das 13h e o senhor da recepção informou-me que já estava fechada a secção de autentificação de documentos e que teria de voltar noutro dia entre as 9:30 e as 10:00. Fiquei logo ???????!! Mas que horário de funcionamento tão VASTO!! Não se cansem tanto por favor…
De qualquer forma, lá me levantei cedo hoje e fui ao local. Cheguei por voltas das 09:50, o senhor da recepção deu-me a senha e aguardei na sala de espera até as 11:20!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Agora vem a verdadeira PEROLA desta história:
Estando com uma barba de mais de uma semana e uma olheiras de que dormiu 3 horas, desloquei-me ao balcão, entreguei a senha e desde logo fui cumprimentado pelo funcionário, que era Português, desta forma:
- ESTA SENHA NÃO É VÁLIDA!!! Não vês que falta aqui a hora e a data??? ESTA SENHA ESTÁ CORTADA!!! NÃO SABES COMO É?? NUNCA VIESTE CÁ????
Se estava com cara de sono a expressão mudou de imediato e fiz uma cara que deveria reflectir o meu pensamento que era “Mas conheces-me de algum lado para me falares assim???” . A vontade que me deu era meter a mão pela frinchinha do vidrinho, agarrar-lhe a gravatinha e puxa-la para que partisse o coquinho contra a vidraça. Mas como pessoas inteligentes são educadas respondi:
-Realmente não sei como é, quem me entregou a senha foi o funcionário da entrada e já estava assim. Não tenho culpa de não executarem os vossos procedimentos correctamente.
Possivelmente notando o meu sotaque português retorquiu de imediato mais calmamente:
-Hmmm tá bem, diga lá o que é que quer.
Entreguei-lhe as declarações onde constavam os meus dados pessoais e onde constava que era licenciado em psicologia e de repente eu já era a melhor pessoa do mundo:
-Ahhh Dr. A., desculpe lá a forma de falar, mas sabe que são muitas horas aqui e uma pessoa perde a paciência, blá, blá, blá, blá, blá, blá, blá…

Bem, nem sei por onde começar a minha avaliação. Primeiro eram 11:20???? Estava a trabalhar há quantas horas?? 3 se tanto…
Depois, se está sem paciência, mais vale ficar em casa e ceder o lugar a quem tenha o mínimo de ética profissional. Quer dizer, primeiro quando me percepcionava possivelmente como um brasileiro desempregado tratou-me como uma corja social. Depois como era psicólogo e português já era merecedor de respeito????
Há algo de muito podre na mente de certas pessoas…

sábado, 28 de maio de 2011

Voltaram as Recomendações!!!

Como tenho dito ando ocupado nestes últimos tempos, até devem estranhar não ter aqui as minhas habituais recomendações de filmes, séries e animes.
A verdade é que tive de abolir temporariamente o meu lema de “Um filme por dia nem sabe o bem que lhe fazia” eheheheh. De qualquer modo, tem alguns que já vi há algum tempo e não tinha ainda recomendado.

“Tropa de Elite 2" de 2010. Nem de propósito, a quando da minha chegada do Brasil, e porque já estava com saudades do Theo, decidi dar uma olhada neste filme que tão bem retrata a realidade do Rio de Janeiro. Tenho a dizer que até fiquei surpreendido pela positiva. Tinha achado o 1º um pouco bárbaro de mais, muito focado nas estratégias militares e esperava o mesmo deste, mas estava enganado. Neste, é dado muito maior destaque ao lado emocional dos agentes e das famílias tornando o filme muito mais interessante apesar de igualmente chocante a nível da violência e da crueldade explícita.




“Maurice” de 1987 e um dos filmes responsáveis por lançar Hugh Grant no estrelato. Uma brilhante e dificílima interpretação, na minha opinião, que obrigou o actor a encarar um personagem com uma dinâmica e postura que se foi alterando drasticamente ao longo do filme.

Na antiga e conservadora Inglaterra, a sexualidade era algo extremamente reprimido e sobre o qual não se discutia sendo a homossexualidade um crime condenável por lei… É neste ambiente pesado que dois rapazes adolescentes e apaixonados crescem e se tornam adultos, altura em que decidem encarar de forma extremamente discordante a sua homossexualidade. Um casa-se com uma mulher para manter o seu estatuto mas o outro recusa-se a viver uma vida de mentira…

Uma história belíssima e interessante que apesar de nos reportar a um passado distantes, acaba por ainda estar muito representada nos dias de hoje.





“Street Fighter –The Anime”. O pessoal da minha geração certamente passou alguns dias da sua infância a jogar Street Fighter. Como tal, numa onda nostálgica decidi assistir uma velha serie de Anime baseada no jogo que nem sabia que existia. São 29 episódios e alguns filmes que me surpreenderam pela positiva com uma história bastante cativante. E eu que estava à espera de pancadaria do inicio ao fim…




“Saint Seiya – Lost Canvas” ou em português, “Os Cavaleiros do Zoodiaco – A Tela Perdida”. Esta é uma serie que como já disse, acompanho desde pequeno, como tal não pude deixar escapar a nova temporada. Eu e o meu primo que também é um amigo de infância acampamos no chão da sala e em duas noitadas até as 5:30 da manha, despachamos avidamente os 18 episódios que existem até ao momento.

Contrariamente ao que possa parecer, está série não é uma continuação da anterior mas sim uma prequel ou seja, retrata acontecimentos que ocorreram muito antes da anterior. A empresa que dá vida a esta série também é diferente e os desenhos são distintos e mais detalhados que os da antecedente. Tirando o Cavaleiro de Andromeda, os meus preferidos sempre foram os Cavaleiros de Ouro e devo dizer que o impossível aconteceu. Os Cavaleiros do Ouro desta série ainda conseguem ser mais incríveis que os outros. ;)

quinta-feira, 26 de maio de 2011

Mais uma moedinha, mais uma voltinha...

Voto porque acredito que muitas pessoas morreram e sofreram no passado para que eu hoje tivesse este direito. Voto porque acredito que há muita gente a queixar-se da nossa situação política mas simplesmente nada faz para a mudar, nomeadamente ir votar. Voto, consciente de que quem quer que governe, não vai por artes mágicas salvar o país e como tal, voto sempre naquele que considero ser o menor de dois males (“dois” como quem diz o numero de candidatos que forem).
Mas neste momento estou completamente indeciso… Todos os candidatos me dão uma certa… repugnância.
Estava seriamente a considerar votar no Passos Coelho porque até simpatizava com os ideais do passado do senhor independentemente das suas cores políticas e porque acredito que está na hora de dar oportunidade “aos novos”. Contudo, recentemente soube que ele pretende rever a lei da interrupção voluntaria da gravidez e como estava a comer, na altura, engasguei-me…
Quer dizer, estamos finalmente no caminho da evolução relativamente às questões sociais, de um pais do “Primeiro Mundo” de um pais “Desenvolvido” e agora vamos novamente andar às cambalhotas com um assunto que já deveria estar mais que resolvido!!!!! Mas quando é que vamos sair desta conversa?????????? Ainda admite um novo referendo??? Que RICOS que nós estamos!!!
A Proibição da Interrupção Voluntária da Gravidez é uma das MAIORES e mais BRUTAIS formas de violência contra as mulheres!!! NINGUÉM deve jamais decidir o que determinada pessoa faz com o seu corpo. E NINGUÉM, deve ser obrigado a carregar dentro de si uma vida que não pretende e que como tal vem destinada a vir ao mundo para sofrer….
Com isto, não defendo, como é claro, que o aborto seja usado como método contraceptivo, but shit happens!!! Na verdade todas as mulheres que passam pela experiencia têm apoio psicológico para tomar a sua decisão e este não é de todo um comportamento que nenhuma mulher toma de animo leve ou que repete várias vezes. Aliás os dados estatísticos apoiam isso mesmo…. A maior parte dos abortos neste momento em portugal e no Mundo são casos pontuais.
Claro que acho que deve existir uma lei que regule a situação e que imponha um limite gestativo até ao qual se pode efectuar o aborto. Mas é isso mesmo que temos….
Vai-se mexer outra vez?? Vem lei, tira lei, referenda lei, volta a por… Não sei mesmo onde vamos parar… possivelmente a um pais “subdesenvolvido” que desenvolvido não somos e dizer que estmos “em desenvolvimento” seria mentir…
Não há nada mais urgente para nos preocuparmos além daquilo com que JÁ NOS PREOCUPAMOS NO PASSADO??? E é nisso que portugal gosta de ruminar, no passado…
Somos mesmo pequeninos com p minúsculo….
Enfim, como tal não sei em quem vou votar, talvez faça um quadrado extra e vote em mim!!!

terça-feira, 24 de maio de 2011

Magma

Amara Juliana Olivians Aquilla é a princesa de uma colónia romana arcaica (fictícia) oculta no coração da Amazónia conhecida como Nova Roma. Apesar de o seu pai ser o imperador, essa pequena população era essencialmente controlada por Selene, uma mutante imortal e inimiga de longa data dos X-Men.
Durante uma visita de estudo dos primeiros New Mutants ao local, Amara teve pela primeira vez contacto com os X-Men e foi precisamente nessa altura que o plano maquiavélico de Selene para conquistar Nova Roma foi executado. Com a ajuda dos New Mutantes, o Imperador conseguiu proteger o seu país mas não chegou a tempo de impedir Selene de atirar a jovem Amara para um poço de lava como sacrifício humano. Contudo, Amara não morreu, este foi precisamente o catalisador necessário para despoletar os seus poderes mutantes e vencer Selene. Desde esta altura, Selene tem-lhe um ódio particular.
Com o aparecimento dos seus poderes, o Imperador permitiu que a filha se juntasse ao New Mutants sobre a tutela do Professor Xavier dando-lhe assim oportunidade de conhecer o mundo tal como ele verdadeiramente é.
Desde esta altura, Amara tem permanecido com os New Mutants ao longo de todo o crescimento destes, sendo neste momento uma X-Men oficial assim como mentora dos mutantes mais novos.
Junto dos seus colegas, Magma travou diversas batalhas e suportou pesados sacrifícios. Além do seu namorado ter morrido, Magma foi possuída algumas vezes tendo de lutar contra os seus amigos, foi obrigada a “apaixonar-se” por Empath um mutante com poderes psíquicos cujos efeitos das suas manipulações mentais ainda hoje se mantêm, foi crucificada por um grupo anti-muntante ficando posteriormente em coma e às portas da morte até ser curada por Elixir, entre várias outras situações.
No entanto, Magma é uma pessoa extremamente determinada que acredita no sonho da existência pacífica entre humanos e mutantes e como tal tem-se mantido um membro incondicional da equipa sendo que actualmente participa em missões lado a lado com os seus amigos de infância, os New Mutants. Deste grupo, Magma é certamente a mais poderosa.

Poderes: Como o seu code name suscita, esta mutante consegue controlar os fluxos de lava do próprio planeta e faze-los ascender à superfície quando pretende, criando verdadeiros vulcões. O seu corpo é totalmente resistente a temperaturas extremas, tanto que é capaz de se envolver em fogo para voar e lançar chamas, tal como o Tocha Humano dos Fantastic Four.

Esta personagem não aparece em nenhuma das adaptações ao cinema.
Pessoalmente, gosto dela mas não é das minhas preferidas, acho que tem uma história muito estranha e que apesar de ser tão forte, por vezes em batalha acaba por ser vencida rapidamente.

domingo, 22 de maio de 2011

Psicologia Social

Como sabem o meu curso dá-me um gosto enorme, nunca poderia ter feito melhor escolha e este mestrado tem-me provado isso, apesar de ser tão cansativo. Tenho aulas de segunda a SÁBADO e este foi o primeiro domingo em muito tempo que tive algum tempo livre. Espero que ao longo da minha vida e da minha carreira cada vez me sinta mais realizado.
Claro que tenho consciência que a Psicologia, como todas as áreas em Portugal neste momento, sofre com a crise e com o desemprego. Contudo, a verdade é que é um curso que nos dá ferramentas práticas para o quotidiano e dicas fundamentais para lidarmos e analisarmos os comportamentos das pessoas. Além disso, é uma área tão vasta que nos permite integrar no mundo do trabalho em vários ramos. Mas já estou a divagar…
O que eu queria falar é mesmo de um gosto dentro da psicologia que desde sempre me suscitou interesse e tem vindo a crescer cada vez mais dentro de mim. Ainda esta semana fui a um Workshop com a Doutora Sofia Neves que já foi minha professora logo no 1º ano da licenciatura e tive a certeza que estou apaixonado pela psicologia social. O tema era Género, Violências e Saúde Ocupacional e abordou-se as questões da etnia, orientação sexual, sexo, género, religião e nacionalidade relacionadas com as oportunidades de emprego, a progressão de carreira e a violência na sociedade.
Fenomenal, analisamos dados e factos que nos deixam preocupados e que nos fazem compreender o quanto a nossa sociedade ainda tem a crescer. Sabiam que em média as mulheres tendo o mesmo estatuto na carreira ainda recebem menos que os homens?? E escusam de me gritar que conhecem a Dna. Micas que é padeira e ganha mais que o Sr. Gisberto que também é padeiro. As médias e os dados estatísticos provam isso e a discrepância é ainda maior em questões de progressão de carreira. Se não acreditam, basta ver se os grandes directores, políticos e presidentes que conhecem e cuja esmagadora maioria é do sexo masculino. Poderia estar aqui dias a falar pois foram 8 horas de workshop onde se abordaram assuntos que davam “pano para mangas”…
Enfim, neste momento vou seguir o meu Mestrado em Psicologia Clínica e da Saúde e quero exercer a profissão nesta área mas vou sempre procurar fazer trabalhos mais voltados para a vertente social como aquele das tarefas domésticas que ainda não terminei ehehe. Penso que é uma área onde se podem estimular mudanças no cerne da sociedade. Sei que o caminho é longo e árduo e as mentalidades não se mudam de um dia para o outro mas eu sou mesmo assim, teimoso… :p

Esta semana já escolhi os meus orientadores para a tese, a ver vamos se eles me aceitam e se gostam do tema que lhes propus. Ainda pensei na Professora Sofia Neves pois eu venero as ideologias de vida daquela mulher e o seu profissionalismo, mas acho que em questões de personalidade não íamos trabalhar bem juntos, talvez lhe peça uma co-orientação...

sábado, 14 de maio de 2011

Dificuldade em Dormir??

Dado que estou com falta de tempo, vou aproveitar um comentário que fiz no blog do 00:15 sobre dificuldade em adormecer, para colocar aqui.
Importa começar por salientar que as oito horas de sono diárias são apenas uma média estatística. Cada um deve dormir aquilo que o seu organismo necessita. Isto é, se só dormem 6 horas e passam o dia sem sonolência isto não significa que têm um problema de sono. Significa sim, que apenas necessitam de seis horas de sono.

Dicas para quem tem dificuldade em adormecer:

-Primeiro, o quarto e a cama são para dormir não para ler, estudar, ver Tv, estar na net, etc… O cérebro tem que ser condicionado a associar “Cama” a “Dormir”. Por vezes, as pessoas habituam-se a fazer tudo e mais alguma coisa na cama(isto sem conotações sexuais eheehe) e depois estão à espera que o cérebro faça um switch off quando querem. O pior é que como o cérebro foi “educado” a estar activo nesse local, torna-se difícil convence-lo a adormecer.

-Depois, se não adormecerem em aproximadamente 15min, não adianta ficar lá às voltas. Levantem-se e façam algo que vos relaxe ou vos aborreça como por exemplo, ler, estudar, ver Tv... MAS NÃO NA CAMA!!! Depois de 15-20 minutos ou assim que se sentirem sonolentos, voltem para a cama.

-Outra coisa, na cama não se deve pensar em problemas ou coisas que nos activem o lado emocional…. Procurem esvaziar o pensamento ou se não conseguirem pensem em coisas fúteis e banais.

- Se praticam algum exercício físico intensificam-no um pouco. Se não praticam, é uma boa altura para começar. Mas não muito perto da hora de dormir.

- Procurem deitar-se aproximadamente à mesma hora todos os dias e sem terem fome, sede ou frio.

- Procurem a ausência de luz. O cérebro produz uma hormona facilitadora do sono quando se está às escuras, a melatonina.

- Não dormir durante o dia. Não há cá sestas eheheh.

- Cafeína, só até 6 horas antes da hora de dormir.

- Por fim podem juntar o útil ao agradável. Sabe-se que não existe melhor forma de relaxamento muscular do que no estado logo após o orgasmo. E não existe nada mais facilitador do sono do que um óptimo relaxamento muscular. ;)

terça-feira, 10 de maio de 2011

Desanimado...

Já referi aqui no blog que penso ter uns ligeiros traços bipolares. Regra geral sou uma pessoa cheia de animação e energia. Mas hoje estou naqueles dias super depressivos e a razão é o meu Mestrado que tantas dores de cabeça me dá.
Juro que nunca tive uma formação tão extenuante. A semana da Queima das Fitas que costuma ser só de borga e descanso foi diariamente pautada com aulas e trabalhos. Resultado, cheguei morto ao fim da semana e para cada trabalho que terminei surgirem dois novos cujas datas de entrega urgem. Ainda por cima não fiquei satisfeito com os que entreguei…
Sei que é uma boa preparação para a tese e sempre fui habituado a fazer um trabalho para cada cadeira. Mas este semestre os professores querem 2/3 trabalho para cada e ainda alguns exames à mistura. Confesso que prefiro exames, no semestre passado e na licenciatura sempre tive boas notas às custas dos exames e julgo que agora estes trabalhinhos manhosos me vão tramar a média…
Há já dois trabalhos que tenho de entregar para a semana que ainda basicamente não comecei…
Como se tudo não bastasse tenho faltado a vários trabalhos da banda e as minhas finanças estão a queixar-se…
Sexta-feira tenho um desses trabalhinhos da banda, precisamente ao mesmo tempo que terei uma reunião sobre o estágio e um Workshop em que me inscrevi antes de saber das outras coisas…
Enfim, os meus hobbies têm sido deixados de lado, o ginásio também. ainda faltam dois meses deste martírio e já estou esgotado.
Eu e o Theo falamos todos os dias mas é nestas alturas que mais sinto falta do seu abraço, do seu calor e do seu beijo…
E ainda falta tanto para nos reencontrarmos…

sábado, 7 de maio de 2011

Aurora

Jeanne-Marie Beaubier é proveniente do Canadá e irmã gémea de Northstar. Contudo, com a morte dos pais os dois irmãos foram separados em bebés só se tendo encontrado muitos anos mais tarde. Northstar foi adoptado mas Jeanne-Marie cresceu num severo convento de freiras que acreditava na punição física como melhor forma de disciplina.
Como resultado do ambiente repressor em que estava a crescer, aos 13 amos, Aurora tentou suicidar-se atirando-se da torre mais alta do convento. No entanto, nesta mesma altura os seus poderes manifestaram-se e Jeanne-Marie descobriu que era capaz de voar.
Acreditando que se tratava de um milagre divino, a jovem correu a contar à madre superior que a acusou de blasfémia e a castigou com várias horas de chicotadas. Este acontecimento, conjuntamente com o ambiente repressor de que foi vitima, foi o principal responsável por Jeanne-Marie ter desenvolvido um perturbação dissociativa da personalidade que se mantém até hoje. Muitas vezes, as suas várias personalidades sobrepõe-se umas às outras causando dificuldades aos seus colegas de equipa nos piores momentos.
Depois de fugir do convento, Jeanne-Marie conheceu o Wolverine que a integrou na equipa de super heróis Canadense, os Alpha Flight onde reencontrou o seu irmão. Aurora permaneceu muito tempo com a equipa, tendo travado várias batalhas com inimigos e consigo própria e as suas múltiplas personalidades. Iniciou também uma conturbada relação com o colega de equipa Sasquatch e apesar de se ter tornado muito próxima do irmão, o seu passado extremamente religioso não lhe permitiu aceitar a homossexualidade de Northstar.
Apesar de ser considerada uma X-Men oficial, Aurora apenas esteve com a equipa por curtíssimos períodos de tempo, auxiliando-os ocasionalmente.
Recentemente foi vista quando Norman Osborn a tentou recrutar para a sua pérfida equipa de Dark X-Men!!


Poderes: Aurora tem exactamente os mesmos poderes que o seu irmão gémeo. Além de poder voar, esta mutante tem a capacidade de se mover quase à velocidade da luz o que lhe permite dar murros e golpes a grande velocidade, criar pequenos tornados ao correr em círculos entre outras capacidades. A sua mutação conferiu-lhe também umas orelhas em bico como as dos elfos e um cabelo que varia entre o branco e o preto. Quando se encontra próxima do irmão, os dois podem dar a mão para criar uma reacção de aceleração dos protões do meio ambiente criando devastadoras explosões luminosas que destroem tudo em redor.
Esta personagem não aparece em nenhuma das adaptações ao cinema até ao momento.
Pessoalmente não lhe acho muita graça, já existe o irmão com os mesmos poderes e bem mais conhecido e ela acaba por se tornar meio redundante. Deve ser por isso que raramente aparece.



quarta-feira, 4 de maio de 2011

Un Amour à Taire

Como já estão fartos de ler por aqui, sempre me interessei pelas questões da orientação sexual a nível social, histórico e mesmo cinematográfico.
Infelizmente a nível do cinema LGBT, ainda há muito a ser feito. Vejo muitos filmes nesta temática e devo dizer que na minha opinião apenas se aproveita 1 em cada 5. Ou são demasiado estereotipados, ou supérfluos, ou com uns romancezinhos ranhosos que não interessam a ninguém.
Contudo, de quando em vez, surge uma verdadeira Pérola. É o caso de “Un Amour à Taire” ou em inglês “A Love to Hide” de 2005.
Aviso desde já que é um filme pesadíssimo mas que tem de ser visto. Afinal, só se consegue um futuro melhor quando se reconhece os erros do passado. Como tal, preparem-se com uma caixa de lenços de papel porque todos os que já viram o filme admitiram que começaram a chorar a meio e só pararam algum tempo depois do fim…
Na década de 40 em França e em plena guerra mundial, uma família de judeus é emboscada enquanto tentava escapar para Inglaterra. Apenas Sarah, uma das filhas conseguiu por pura sorte escapar com vida. Desesperada, procura a ajuda de Jean um amigo de infância por quem ainda é apaixonada. Nesta altura, Jean esconde Sarah na casa de Philippe, o seu namorado, e a relação dos dois é exposta a Sarah para seu choque. A partir desta altura, os segredos que os 3 tentam desesperadamente esconder começam a ameaçar as suas vidas principalmente depois que Jacques, o invejoso irmão de Jean descobre tudo…
Sem dúvida o melhor filme que vi este ano e que ficará para sempre como um dos filmes da minha vida…


Foi apenas em 2001 que a deportação de homossexuais foi oficialmente reconhecida pelo estado Francês e apenas em 2002 é que o governo Alemão efectuou um pedido de desculpas público à comunidade gay e às famílias das vitimas.
A deportação de homossexuais alemães iniciou-se em 1933 com a ascensão Nazi ao poder, mas depois estendeu-se pelos países anexados e ocupados.
De acordo com o memorial Norte-Americano ao holocausto, 100mil homossexuais foram presos entre 1933 e 1945. Os estudos indicam que 60% da população gay aprisionada nos campos de concentração foi assassinada o que se torna um dado interessante para retirarmos as nossas conclusões quando comparamos com as seguintes percentagens mais elevadas, os 41% dos prisioneiros políticos. Sob a política do Arbeit macht frei ("Libertação pelo Trabalho") nos campos de trabalhos forçados, os homossexuais recebiam os trabalhos mais pesados ou perigosos. Os soldados da SS utilizavam também muitas vezes o triângulo rosa, que os homens gays eram obrigados a usar, como alvo para prática de tiro. Muitos outros morreram às mãos de médicos nazis em experiências "científicas" destinadas a localizar o "gene gay" de forma a encontrar "curas" para as futuras crianças arianas que fossem gays.
Após a guerra, as indemnizações e pensões sociais atribuídas a outros grupos de prisioneiros foram negadas aos homossexuaiss, que continuavam a ser considerados criminosos. Alguns homossexuais foram mesmo obrigados a cumprir as suas penas de prisão até o fim, independentemente do tempo passado em campos de concentração.

"Pierre Seel, um sobrevivente francês gay do Holocausto, teve a coragem de contar as suas experiências sob controlo Nazi. Quando estes subiram ao poder e ocuparam a sua cidade natal, Mulhouse, na Alsácia-Lorena, o seu nome constava de uma lista de gays e ele foi mandado apresentar na esquadra da polícia. Obedeceu para proteger a sua família de possíveis retaliações. Ao chegar à esquadra, ele e outros homens gays foram espancados. A alguns, que tentaram resistir, foram-lhe arrancadas as unhas. Outros foram violados com réguas de madeira partidas e tiveram os intestinos perfurados, causando graves hemorragias. Depois de ser preso, foi enviado para o campo de concentração de Schirmeck, onde foi forçado a assistir, conjuntamente com os outros prisioneiros em formatura, à execução do seu jovem namorado de Mulhouse que tinha apenas dezoito anos. Steel conta que os guardas o despiram completamente, enfiaram-lhe um balde de metal na cabeça e atiçaram os seus cães pastores alemães, que o morderam até a morte."


Informações retiradas de vários artigos sobre o assunto e do Wikipédia.

segunda-feira, 2 de maio de 2011

Última Praxe

Ontem foi a imposição de insígnias na minha faculdade, como tal compareci para oferecer as insígnias a todos os meus afilhados de faculdade e aproveitar para praxar os caloiros que envergavam orgulhosamente o seu novo traje. Mal sabem o calor e o desconforto que vão passar ali dentro…
Bem, como era provavelmente a última vez que iam ser praxados como caloiros, eu e as Kengas, decidimos gravar o último concerto da minha afilhada, a Nossa Senhora de Fátima e os seus 3 pastorinhos, com a aquisição de 4 ovelhas para o coro. :p
E sim, rapei o cabelo! ;)


video