quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

Dia Mundial da Luta Contra a SIDA!!


Porque acredito que contra a SIDA ninguém é um Super-Herói, ninguém é invencível. Todos podem ser vitimas e a prevenção é algo que só depende de cada um…

E não devemos lembrar-nos disto hoje por ser o Dia Mundial contra a SIDA, devemos apenas continuar a reforçar estas ideias…

14 comentários:

Theo.. disse...

BOA MOR :D Temos que nos lembrarmos sempre que a única maneira de nos protegermos é usando preservativo. E outra coisa que também devemos nos lembrar é que SIDA não se pega com aperto de mão nem com beijo e que hoje os portadores já podem ter uma vida normal com pequenas restrições. Assim como nós, os portadores também sofrem grande preconceito e isso tem que mudar.

Teté disse...

Concordo: a prevenção é importante! Mas nalguns casos, a transmissão do vírus através de transfusões de sangue, nem sequer foi por "descuido" dos próprios... :(

Beijocas!

Theo.. disse...

Pois esqueci-me disso quando escrevi mas os profissionais da saúde que trabalham nos bancos de sangue tem feito o máximo para que isso não ocorra melhorando os métodos de triagem. Também há os casos de transmissão pelo compartilhamento de agulhas pelos toxicodependentes mas nisso vocês já são mais avançados que nós pois têm aquele programa de troca de agulhas nas vossas farmácias.

Alberto Rivero Saeta disse...

Parabéns, unha vez mais móstranos a sensibilidade que tanto fai falla neste mundo.

Unha aperta.

Rafeiro Perfumado disse...

A Teté acertou na mosca, uma coisa é a falta de consciência para com a protecção, outra é a negligência que contamina tanta gente.

Abraço!

Se7e disse...

Ainda se pensa que sida é só para alguns, mas a verdade sabe-se sempre!

É preciso fazer muita coisa, porque ainda estamos muito atrasados e começar pelos mais jovens, filhos sobrinhos, primos, alunos e por aí...

abc

paulofski disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
paulofski disse...

Vou só acrescentar aos comentários uma outra barreira, tabu ou o que lhe quiserem chamar que impede vencer definitivamente a propagação da doença. Porventura será a teimosia mais difícil de derrubar, de mentes retrógradas e insensíveis a todo este flagelo.

Eu sou daqueles que não vejo na igreja nada de positivo, é uma instituição retrógrada que vive aferroada a primitivos dogmas, que não evolui e não quer evoluir.

Enquanto o chefe da igreja fechar os olhos à realidade, não tiver o bom senso e a inteligência de descriminar o uso do preservativo e insistir com sua teoria estúpida de fundamentar a abstinência como meio de prevenção, a humanidade só verá a luz da salvação nos progressos da ciência para fazer face ao flagelo da doença.

Parece que já houve um pequeníssimo levantar da sotaina, mas felizmente que muitas organizações não governamentais que operam em países sub-desenvolvidos, de África e de outros continentes, não concordarem com o papa, apesar mesmo de alguns dos seus membros serem religiosos, e continuarem a promover o uso do preservativo como forma de prevenção do contágio da SIDA. Ao menos mostram-se um bocadinho mais evoluídos e com determinação em querer mudar o rumo desta situação.

ψ Psimento ψ disse...

Ia referir o facto das transfusões de sangue mas o Theo já se adiantou. De facto é uma realidade, no entanto cada vez menos se verifica. É de lamentar imensamente os poucos casos que sucedem mas acredito que é uma situação mais facilmente eliminável a médio prazo do que a transmissão por via sexual. Aliás não vamos estar aqui com rodeios, todos os estudos afirmam que a esmagadora maioria dos casos de transmissão da doença verificam-se via sexual…
De resto importa também ultrapassar os preconceitos mais uma fez tal como o paulofski. Além do já explicado por ele relativamente à igreja, há quem ainda acredite que os seropositivos podem contaminar com a sua mera presença quando todos deveríamos saber que um abraço, um beijo, uma relação sexual protegida e o convívio quotidiano não transmitem a doença.
Na verdade actualmentem, é possivel ser portador do virus e ter um estilo de vida perfeitamente normativo como o de qualquer outra pessoa, tal como se verifica na maioria dos casos.

Speedy disse...

(fora do tópico)

preciso de uma nova série para ver. Já acabei o Chron :)

X disse...

Nem mais!

o outro coelho disse...

Gostei da associação dos super-heróis à doença. Deveria ser mais divulgada.

pinguim disse...

E há o caso das prostitutas que têm sexo sem protecção, não porqie assim o desejem, mas a isso são obrigadas; e a propagação que a doença está a ter neste meio, ao contrário de outros, onde está a regredir.

Mike disse...

Todos os dias são dias de luta e prevenção.
E sobretudo de ultrapassar as idéias retrógadas que ainda existem na cabeça de muita gente, tão bem retratadas no vídeo que postei (as cinco razões para não usar preservativo).