domingo, 5 de dezembro de 2010

Recomendo:

Costumo dizer que sou um cinéfilo mas não é bem verdade. Filmes, séries, Bds, jogos, animes ou livros, quem me conta uma boa história deixa-me satisfeito e todos estes elementos que mencionei têm essa possibilidade.
Estes dias tive a possibilidade de por em dia alguns filmes que me sugeriram e que nunca tinha visto. São filmes relativamente antigos mas com muita qualidade. De minha parte como gostei recomendo-os também.

“The Crying Game” é um filme de 1992 protagonizado por Forest Whitaker e Stephen Rea. Foi-me referido pelo Pinguim na altura em que falei no “Soldier´s Girl” e aborda questões como o racismo e a diversidade sexual. Conta a história de Fergus um terrorista membro do IRA da Irlanda que se apaixona pela ex-namorada de um soldado Inglês negro, que manteve cativo, desconhecendo que ela é na verdade um travesti. Não deixei de ficar surpreendido por um filme relativamente antigo ter abordado o assunto da forma que abordou. Saliento a espectacular actuação de Jaye Davidson que apesar de ser um actor pouco conhecido representou a travesti Dil de uma forma extremamente profissional o que lhe rendeu a nomeação para o Óscar de melhor actor secundário na altura.


“The Shawshank Redemption”, de 1994 com Tim Robbins e Morgan Freeman, que me foi recomendado por um primo. O filme conta-nos a história de Andy, um bancário acusado de assassinar a esposa e o amante dela. Depois de ser vítima de vários ataques por parte dos outros reclusos, Andy começa a montar diversos esquemas de branqueamento de capitais para Director da prisão enquanto auxiliava os problemas financeiros dos outros guardas e travava amizade com um grupo restrito de prisioneiros. Parece simples mas é muito interessante e só não quero falar mais para não fazer spoilers…
Belíssimo final.





“Gattaca” de 1997 é um filme de ficção científica com Ethan Hawke, Uma Thurman e Jude Law nos principais papéis. Certo dia quando andava de blog em blog deparei-me com um que falava no filme e por mera curiosidade adicionei-o à minha lista de “para ver”. E que bela surpresa tive…
Apesar de ser ficção científica, visualizamos um mundo futuro terrivelmente real onde o código genético de cada um com as suas fraquezas e potencialidades começou a ser o método para seleccionar e discriminar as pessoas dentro da sociedade. Gostei também de não ser um filme com demasiados efeitos especiais nem com todo aquele cenário futurista que por vezes é um bocado exagerado. Vejam que vale mesma a pena. Um trabalho de génio com um dos melhores finais que já vi…




“Schindler's List” de 1993 protagonizado por Liam Neeson. Foi-me dito por várias pessoas que era um crime ainda não ter visto e agora compreendo porque me diziam isso. Um filme profundamente tocante e cruelmente real sobre o domínio nazi e sobre Schindler um empresario nazista que conseguiu salvar mais de 1100 judeus. Um dos melhores filmes que já vi e que conseguiu deixar-me muito emocionado.


Agora deixo-vos uma tarefa. Gostaria que cada um que viesse aqui me recomendasse três filmes que vos tenha marcado e que tenha algum significado para vocês. De minha parte prometo vê-los assim que possível. Se já os tiver visto direi na página de comentários o que achei deles. :)

18 comentários:

pinguim disse...

Ainda bem que gostaste do "Crying Game", que achei fantástico.
Vi todos os outros que aqui referes e o melhor é sem reservas "A Lista de Schindler".
Teno muitos bons filmes a recomendar, mas vou referi três que vi recentemente: "Abraços rotos" do Almodovar, "The 24th day" e "Iris", um filme sobre a doença de Alzheimer que é brutal.

ψ Psimento ψ disse...

Olá Pinguim, obrigado pelas tuas sugestões. De facto já vi os três filmes. Sou fiel fã de Almodovar por isso já vi tudo que foi feito por ele. Gostei bastante, mas acho que já fez bem melhor. O “The 24th Day” tem um dos actores que considero mais atraentes na actualidade, o James Marsden que deu vida ao Cyclops o líder dos X-Men nos filmes, é um bom filme.
Por fim, o melhor dos que referiste na minha opinião “Iris” é um fiel retracto do terror que é a doença de Alzheimer. Já vi há alguns anos numa cadeira da faculdade e até falei aqui no blog (http://psimentos.blogspot.com/2008/01/iris.html ).

Theo.. disse...

Realmente é de surpreender um filme tão antigo abordar o tema e parece que o fez bem pelo que tu dizes, fiquei interessado em ver se calhar arranjamos tempo quando tiveres cá. O The Shawshank Redemption tentei puxar pela memória porém não lembro se já o vi ou não mas acho que sim, se calhar com a minha mãe mas não custa ver outra vez já que gostastes e parece.me bem interessante. Gattaca, esse logo de cara ia dizer que nunca o tinha visto mas depois de ler a tua sinopse lembrei-me e vendo o trailer lembro-me perfeitamente de já o ter visto também gostei muito e é realmente incrível o que o futuro pode nos reservar. A Lista de Schindler é realmente muito tocante e sim, foi um crime ainda não teres visto, a primeira vez que o vi tinha uns 8 anos e vi com a minha vó e a minha mãe num tempo onde por ser tão longo vinha em 2 fitas, ou seja, a meio tinhamos que parar e trocar de fita, lembro-me de que por ser tão longo lah a meio já tinha adormecido e há no filme uma cena de sexo, lembro de acordar com a minha avó a perguntar a minha mãe se eu podia ver aquilo lool enfim naquela época eu não tinha capacidade de entender o significado tão profundo do filme, depois disso ainda vi-o mais umas 2 vezes. Por fim sobre deixar os filmes para veres não vale a pena pq nunca lembro dos nomes e depois tmb os vemos sempre juntos, gosto muito dos do Almodóvar, da lista de Schindler e do que me faz rir imenso: Toy Story :P

ψ Psimento ψ disse...

És um namorado incompetente :p
Ehehhe estou a brincar, a verdade é que já vimos tantos filmes juntos que fica difícil recomendar um ou outro um bom filme que ainda não tenhamos visto. ;)

Mike disse...

Destes que aqui sugeres vi dois: "The Shawshank Redemption" e "The Schindler's List". Este último, para além de um filme é um documento que fica para a história.

Tenho muitos filmes que me marcaram e que ainda hoje, por vezes, revejo partes ou todo.
Mas cá vão as minhas 3 sugestões:
Um mais antigo, "The Piano", outro de 2005 e vencedor nesse ano do Oscar para melhor filme: "Crash" (Colisão) e um bem mais recente: "Do começo ao fim".

Abraço.

ψ Psimento ψ disse...

Olá Mike, obrigado pelas tuas sugestões. Já estou a tratar de obter o “The Piano”. O Crash vi quando saiu e gostei bastante. Lembro-me que estava de directa e mesmo assim o filme conquistou-me a máxima atenção. “Do começo ao fim” vi muito recentemente e fiquei com ideias antagónicas relativamente ao filme. O filme é ousado e original e a representação da Júlia Lemmertz é motivo de grande aplauso. Contudo pareceu-me tudo muito idílico, muito fácil de mais, muito cor-de-rosa tendo em conta a situação...
Grande abraço.

Teté disse...

Nem de propósito, tenho o DVD emprestado d' "Os Condenados de Shawshank" para ver em breve e, eventualmente, sair post.

"A Lista de Schindler" é um daqueles filmes inesquecíveis, que me marcou muito até hoje.

Tenho impressão que vi "Gattaca" e gostei, mas agora já não me lembro minimamente! ;)

O primeiro, tenho a certeza que não vi!

É difícil sugerir apenas 3 filmes, entre tantos e tão bons que vi ao longo dos anos. Mas assim entre os menos falados e premiados, sugiro:

"Les Uns et Les Autres" - sem dúvida um dos filmes da minha vida;
"Voando Sobre um Ninho de Cucos" - não sei se vendo hoje em dia se pode considerar datado;
"Babel" - bastante mais recente.

Já agora, acrescento que o filme que mais gostei este ano foi "O Segredo dos Seus Olhos", o que ganhou o Oscar para melhor filme estrangeiro em 2010, argentino, que está longe de ser cinema da minha predilecção! :)

Beijocas, ó cinéfilo-como-eu! :D

paulofski disse...

Eu não sou tão cinéfilo assim pois dos que mencionaste apenas me recordo de ter assistido ao "A Lista de Schindler". Simplesmente marcante.

Quanto a filmes que poderei aconselhar, e apenas porque são os que mais me marcaram, são eles: Forrest Gump, A vida é bela e Cinema Paraíso.

Abraço.

ψ Psimento ψ disse...

Olá Teté muito obrigado, o “Babel” já vi, achei fantástica a historia e a forma como pessoas que não se conhecem e em cantos completamente diferentes do mundo, podem em determinadas situações influenciar as vidas uns dos outros. Os 3 restantes estou a tratar de os conseguir e vou ver. Curiosamente já me falaram no “Voando sobre um ninho de cucos” e há uns anos foi passado numa das minhas aulas. Infelizmente faltei a essa aula mas para ter sido passado, de algo forma ainda se pode considerar datado. Sei que envolve um paciente que foi sujeito a uma lobotomia, mais nada.
Beijos

ψ Psimento ψ disse...

Paulofski muito obrigado, vi o Forrest Gump aqui há uns anos e adorei. Os outros dois já os vou obter com a máxima brevidade. “A Vida é Bela” é outro dos que me dizem que é um crime ainda não ter visto. Vou tratar de corrigir isso ;)
Abraço.

Mike disse...

Psi, em relação ao "Do começo ao fim" tenho que concordar em parte contigo. Um dos defeitos que lhe posso atribuir é a forma muito rápida como as coisas se passam e a "velocidade" da história. Talvez a "facilidade" de que falas.
Há dias tive oportunidade de ver algumas cenas cortadas que não chegaram a entrar no filme, e embora pudesse torná-lo algo mais pesado em termos de duração, iam concerteza enriquecer a história.
Abraço.

Rafeiro Perfumado disse...

Dos que disseste conheço o segundo e o quarto. Só te digo que quando terminei de ver este último saí do cinema e andei não sei quanto tempo sem saber por onde.

Quanto às recomendações de filmes que me tenham tocado (cada um pelos seus motivos), aqui vão elas:
- O Homem Elefante
- Expiação
- Memento

Abraço!

um coelho disse...

Os Condenados de Shawshank é um filme fantástico, está em primeiro lugar no top do IMDB (o P adora este top). A Lista de Schindler, mais do que um filme, é um autêntico documento de história.
Gattaca vi no cinema, achei o conceito muito original.
Recomendo o Forrest Gump (já sei que já viste) que é um dos meus all-time favorite, Voando sobre um Ninho de Cucos (acho que também já viste), O Silêncio dos Inocentes (não poderia faltar o terror)... são mesmo só 3? Ok, aqui vai uma quarta sugestão que acho que não viste, Magnolia, com a Julianne Moore e o Tom Cruise a ter um papel decente.
Abraços

ψ Psimento ψ disse...

Oi rafeiro, eu também fiquei muito tempo a pensar no filme… É daqueles que ninguém consegue ficar indiferente. Já estou a tratar de arranjar “O homem elefante” e o “Expiação”. Também ouvi dizer muito bem deste último mas não o vi. Quanto ao “Memento” já vi, recomendado por uma professora da faculdade uma vez que ronda em trono de um personagem com uma perturbação de memoria, a amnésia anterógrada. Aliás na altura até fiz um post sobre ele (http://psimentos.blogspot.com/2008/02/memria-capacidade-de-reter-recuperar.html).
Obrigado ;) abraço.

ψ Psimento ψ disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
ψ Psimento ψ disse...

Olá coelho muito obrigado, eu já vi de facto o Forrest Gump (“Run Forrest, Run”). É dos melhores filmes de sempre. “Voando sobre um Ninho de Cucos” é como disse aqui, ainda não vi, mas já tenho em minha posse. Os outros dois estou a tratar de conseguir. Regra geral não tenho nada contra os filmes de terror e até vejo porque o meu irmão é fã e quase me obriga. Mas acho que são mero entretenimento, nunca se chega ao fim com a sensação de se ter retido alguma coisa importante, de se ter mudado algo em nós, ou aprendido… e confesso que nada me deixa mais louco do que aqueles filmes de terror em que o protagonista anda lá o filme todo de um lado para o outro sem fazer nada a não ser salvar-se e mesmo no fim morre… Mais valia terem-no morto logo no inicio e poupavam-me uma hora e meia da minha vida sendo que ficava a saber precisamente a mesma coisa…
Abraços.

o outro coelho disse...

Olá Psi. Não podia ficar indiferente a este teu post, mesmo estando atolado em trabalho. Também adoro cinema, tal como tu. Dos 4 filmes que enunciaste, apenas nao vi o primeiro. Os condenados de Shawshank foi um filme que me surpreendeu pela positiva, com uma espectacular interpretação de Tim Robbins e de Morgan Freeman. Muito bom mesmo. Percebo facilmente o porquÊ no 1º lugar no IMDb, lol. A lista de Schindler é outro filme arrepiante. Só o vi tb há cerca de 2 anos, mas é de facto impossível ficar indiferente a este filme. Gattaca, também gostei deste filme, sobretudo da ideia, muito original na altura. Não considero que esteja no mesmo nível de qualidade que os dois anteriores, mas tb é um filme interessante, mais que não seja pela interpretação de Uma Thurman (ADORO-A!). Dizer-te somente 3 filmes que me tenham tocado e que considero especiais, não é realmente uma tarefa fácil... mas talvez sejam: O homem elefante, Taxi driver e o Big fish. Como o primeiro já foi aqui referido, sugiro-te outro, igualmente marcante: Once upon a time in America.
Bahhh...desculpa lá, mas não consigo deixar de fora o despertar da mente (com o melhor papel de Jim Carrey), laranja mecânica e o Shining, que embora se enquadre na categoria de filmes de terror, nada tem a ver com a definição de filmes de terror que fizeste anteriormente, e é um excelente filme. Aconselho-te por fim o Vertigo, penso que vás gostar, é também um excelente filme, para mim o melhor de Hitchcock. Desculpa, mas é que tenho sérios problemas no que se refere à capacidade de síntese, já as minhas profs. de português todas o diziam. Espero que gostes das sugestões. Abraços.

ψ Psimento ψ disse...

Coelho P. muito obrigado, não te restrinjas de me recomendar filmes, eu vejo tudo. Também ando com imenso trabalho, principalmente com o mestrado mas mesmo assim acabei de arranjar um tempinho para ver o “Voando sobre um ninho de cucos” que a Teté e o teu coelho me recomendaram. Muito bom por sinal. Adorei.
Relativamente às tuas recomendações, o “Eternal Sunshine of the Spotless Mind” (Despertar da Mente), já vi. Tem alguns dos meus actores preferidos por isso não podia falhar. Na verdade acho que quando o vi estava com expectativas tão altas que acabei por ficar desapontado. Gostei bastante, mas não ficou para a vida. Curiosamente acabei hoje de obter o “Shining” que também já me tinham falado. Irei ver tudo assim que possível. Quando quiseres fazer mais recomendações não hesites.
Quanto ao poder de síntese, se algum dia tive algum, o meu curso tirou-mo completamente como se pode notar por alguns dos meus posts ehhehe.
Abraço Mr. Bunny