sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

Juggernaut

Cain Marko é filho do padrasto do Professor Xavier e viveu a sua infância e adolescência fomentando um ódio profundo pelo seu “irmão” que sempre fora mais inteligente, a quem davam mais atenção e a quem sempre elogiavam. Além disso, era constantemente espancado pelo pai enquanto via a mãe de Xavier a trata-lo com todo o amor e carinho embora também os dois fossem ocasionalmente vítimas de violência domestica por parte do pai de Cain.
Como não podia competir com a faceta intelectual de Xavier, Cain que sempre fora maior e mais forte aproveitava todas as oportunidades para atacar o “irmão” fisicamente, crescendo a acreditar que no mundo só os mais fortes sobrevivem.
Mais tarde, depois das mortes dos pais e já adultos, ambos participaram na guerra da Coreia. Contudo a certa altura Cain decidiu desertar a sua tropa e fugir. Para tentar impedir que Cain cometesse esse crime, Xavier seguiu atrás do irmão. Deste modo, algures no meio da selva do Camboja, os dois encontraram uma caverna onde repousava uma jóia mística com o poder demoníaco de Cyttorak. A jóia pretendia atrair Xavier devido ao seu poderoso poder mental, no entanto foi Cain que a alcançou provocando o desabamento da caverna sobre si mesmo. Xavier pensou que o irmão tivesse morrido sendo que foi impossível resgata-lo. Contudo, Cain estava vivo e sobreviveu imenso tempo soterrado graças ao poder que a jóia de Cyttorak lhe conferiu. Quando finalmente se libertou, já tinham passados vários anos e o seu ódio por Xavier cresceu. A jóia havia transformado Cain num dos mais poderosos seres, conhecido como o Juggernaut, e este decidiu vingar-se do irmão que era agora o recente fundador e professor dos primeiros X-Men.
Juggernaut é deste modo, um dos mais antigos e poderosos inimigos dos X-Men e tem enfrentando as mais diversas equipas de super-heróis ao longo dos anos junto com o seu melhor amigo e vilão Black Tom Cassidy. Todavia, ao longo dos anos, o seu poder foi diminuindo e quando Black Tom perdeu o controlo sobre os seus poderes de manipular as plantas aprisionando Cain, este contactou Xavier em busca de auxílio. Apesar de todo o passado conflituoso, os X-Men acabaram por ajudar Juggernaut e durante a batalha que se gerou Cain caiu no oceano e começou a afogar-se. Felizmente, os X-Men tinham acabado de resgatar Sammy, um pequeno mutante de 10 anos com características fisiológicas de um peixe que era constantemente espancado pelo seu preconceituoso pai que o odiava por ser um mutante. Sammy sem pensar duas vezes mergulhou e com algum esforço conseguiu resgatar Cain que por sua vez aceitou de forma relutante permanecer com os X-Men enquanto recuperava. Porém, a estadia de Juggernaut alongou-se e antigo vilão começou gradualmente a integrar-se na escola de Xavier. Sammy que o via como um modelo e um herói foi o principal responsável pela mudança e a amizade foi crescendo a cada dia. Para Sammy, o Juggernaut era o pai heróico e destemido que nunca tinha tido e para Cain, Sammy era o caminho para a redenção como ser humano. Os dois protagonizaram alguns dos momentos mais tocantes destas Bds. Mas nada dura para sempre…
Depois de muitas batalhas ao lado dos X-Men, Cain foi contactado pelo seu velho amigo, o Black Tom que havia formado uma equipa de mutantes vilões e preparava-se para atacar e destruir os X-Men e todos os alunos. Para tentar impedi-los Juggernaut infiltrou-se nessa mesma equipa e arranjou forma de anonimamente avisar os X-Men. Ouvindo que o seu ídolo se tinha juntado aos vilões, Sammy abandonou a segurança dos X-Men para ir confrontar Cain. Infelizmente Black Tom foi o primeiro com quem se deparou e o Juggernout não foi a tempo de impedir que o vilão usasse os seus poderes para esmagar o pequeno corpo de Sammy partindo-lhe todos os ossos do corpo. Não compreendendo as verdadeiras intenções de Cain a ultima coisa que o rapaz lhe disse antes de morrer nos seus braços foi:
(Clicar na imagem para aumentar)

Este foi mais um momento de viragem na vida de Juggernout, depois de ajudar a derrotar os vilões e de vingar a morte do seu pequeno amigo, Cain abandonou a equipa. Algum tempo depois quando o Hulk atacou os X-Men em busca do Professor Xavier, o Juggernaut regressou. Contudo, o seu poder tinha diminuído imenso e o demónio da jóia fez-lhe uma proposta. Se Juggernaut voltasse aos seus caminhos de criminoso, o demónio restaurava-lhe a totalidade do seu poder original. Cain aceitou conseguindo desse modo ajudar na batalha contra o Hulk. No fim, abandonou definitivamente a equipa ameaçando matar Xavier se este algum dia o procurasse.
Recentemente, o Cain juntou-se aos Thunderbolts, uma equipa de super-heróis com carácter duvidoso.
A sua grande paixão, mesmo antes de se juntar aos X-Men, é a Dazzler. Além de ser seu fã incondicional apesar de os seus sentimentos nunca terem sido correspondidos. Por outro lado, foi bem sucedido quando tentou engatar a sua advogada, a super-heroína She-Hulk.

Poderes: Ao contrário da maioria dos X-Men, o Juggernaut não é um mutante. Os seus poderes têm origem mística. A jóia do demónio de Cyttorak que trás consigo confere-lhe uma massa muscular e estatura sobre-humana e um corpo fisicamente indestrutível. Além disso, a sua força bruta é tão poderosa que consegue destruir montanhas inteiras. É chamado “The Unstoppable Juggernaut” porque assim que começa a correr não há nada que o possa parar destruindo tudo à sua passagem. O ponto fraco de Juggernaut é a mente que pode ser facilmente afectada por qualquer telepata ou poder psíquico. Para remediar esta situação, o Juggernaut anda quase sempre com o seu capacete impermeável a poderes mentais.
Nas adaptações ao cinema o personagem aparece apenas no 3º filme protagonizado pelo actor Vinnie Jones e foi algo vergonhoso... Deram-lhe um capacete ainda mais ridículo que o original, fizeram dele um mutante, não lhe deram qualquer relação com o Professor Xavier, enfim estava tudo mal…
Esteve lá mesmo só para dizer que apareceu e que lutou contra os X-Men…
Pessoalmente, antes de juntar à equipa achava-o um completo idiota sem ingresse. Quando foi devidamente explorado e se juntou aos X-Men, com toda a história do Sammy, começou a subir rapidamente na minha consideração. Teria certamente sido um personagem extremamente interessante se não tivessem morto o Sammy. Foi um dos momentos mais tristes de todas as bds que li.

(Clicar na imagem para aumentar)

4 comentários:

Theo.. disse...

É realmente deve ter sido um momento muito tocante esse da morte do Sammy e mostra que apesar de tudo ainda existia um pingo de consciência nele, e que o mal não havia tomado conta de tudo. Não gostei muito do personagem, é feio e não se liga a história por não ser um mutante além de parecer muito cabrão. Por fim como ainda se juntou a outra equipa de valores duvidosos não sabemos o quanto a morte do Sammy o afectou nem o que ainda pode vir dele. (Mor se meu comentário não fizer muito sentido peço desculpas mas tou mesmo cansado e amanhã preciso acordar cedo. Bjos Amo-Te MT)

X disse...

Reli recentemente a "saga" Chuck Austen e realmente a morte do Sammy foi muito cruel. Mais uma das muitas das coisas que o Chuck Austen escreveu que não fez muito sentido.
Quanto ao Juggernaut é uma personagem interessante e um excelente adversário do Xavier, que é como o gosto de ver. Mas não acho que seja necessariamente um vilão...
Gostei das imagens das bd's que colocaste, nice touch!
Abraço

Rafeiro Perfumado disse...

Eu como vou lendo essa BD aos soluços perco essas subtilezas, mas realmente é um momento bonito. Continuo a achar fantástico como por vezes conseguem meter tanta emoção numa simples BD.

Abraço!

paulofski disse...

Pois esta noite vou ver o Hulk contra-atacar de novo, desta vez os vilões são sadinos que ameaçam a invencibilidade dos Dragões! :)

Abraço.