terça-feira, 9 de março de 2010

Não, não sei porquê...

Estou deprimido…
Nem sequer sei muito bem porquê…
Talvez seja um misto de razões…
Talvez não me queira consciencializar...
Não sei, não interessa…
Comigo há fases assim, acho que tenho uma veia bipolar. Só me consigo sentir no topo ou no fundo. Porque não encontro um meio-termo? Um equilíbrio?
Normalmente sinto-me capaz de derrubar montanhas… outras alturas… no último ano e no último semestre da faculdade, a poucos meses do fim e simplesmente sinto-me derrotado… que não vou ser capaz de acabar… E não sei porquê…
E se acabar? Nada vai ser o que era… mas também anseio pela mudança… E não sei porquê…
Tenho tantos planos, tantos sonhos, tanta energia mas sinto-me perdido e sem rumo…
Já antes de viajar me sentia assim, mas pensei que ia voltar com uma força diferente, maior… mas não voltei… E não sei porquê…
Adoro o meu curso, mas tenho medo de ser um péssimo profissional…
Adoro os meus amigos que estão lá sempre mas às vezes sinto que lhes dou tão pouco de mim que apenas vêm pequenas facetas, que ninguém sabe quem é o verdadeiro EU…
Mas EU sei… por isso estou deprimido e por isso sei porquê…

Hoje deu-me para a introspecção. É nestas alturas que penso terminar com este blog. Por muito que goste de partilhar as minhas vivencias há alturas que as gostava de partilhar apenas com estranhos que nunca me vão confrontar e perguntar porque motivo escrevi determinada coisa. Principalmente quando nem eu sei bem porquê… Talvez esteja com uma pequena crise existencial não sei… lamento desde já pelo post depressivo esperemos que este estado passe rápido :)

3 comentários:

pinguim disse...

São fases, meu amigo. E quem vive longe de quem ama está muito mais sujeito a elas (falo por experiência, como sabes).
Olha que o blog é até uma ajuda e nunca deves nestas alturas questionares o fim dele.
Abraço.

Angelo disse...

Como diz o Pinguim, o blog até será bom. Também o digo por experiência própria.

Quanto à veia bipolar... Acho que não é o caso, porque todos nós temos momentos bons e maus. Mas tenta pensar, quando estás ranhoso, que amanhã será um novo dia.

A chegada do fim do curso e tudo o que se segue a isso, é sempre origem de ansiedades... Mas mantém-te calmo e tudo correrá às mil maravilhas. Ou pelo menos às 999...

Daniel Silva (Lobinho) disse...

Antes de mais, terminar o blog, nunca. Em segundo lugar temos de tentar perceber se são fases (que todos as temos)m ou se tens algum fundamento pessoal para te achares por vezes bipolar. SE por muitas vezes te acontece isso, e pelos vistos com alguma intensidade ao ponto de questionares terminar ou nao o semestre e com ele o curso, etc... penso que deves procurar ajuda. A ajuda tanto pode ser terapeutica, como o resultado de veres melhor se sao so impressoes ou se necessitas mesmo de alguma "vitamina" que corrija os neurotransmissores (oxatocina, noradrenalina...) whatsoever... e se for esse o caso sxeria uma desinteligencdia nao ligares a isso.

Por outro ladfo ja descartaste a hipotese de serb uma ressaca dosm ultimos tempos, oui seja, de neste momento te encontrares privado de tudo aquilo que até agopra nao estiveste pelo que partilhaste connosco?

Seja como for, ha sempre amigos, ainda que virtuais.

Don't think too much but beware of your health

Hugs