segunda-feira, 29 de março de 2010

The Hurt Locker



Ontem fui ver o grande vencedor dos Óscares de 2010 e fiquei com uma grande gota à desenho animado japonês!!
Só tenho duas perguntas:
Onde é que isto merece um Óscar?
e
Onde é que isto é melhor que o Avatar ou o Inglourious Basterds??
Já vi 500 filmes e documentários iguais a este filme mas com uma história mais empolgante…
Enfim.

Mudando de assunto, já toda a gente sabia, mas Ricky Martin assumiu finalmente a sua homossexualidade ao público. As declarações podem ser lidas aqui. Não é que eu seja fã do cantor, mas estas iniciativas de dizer “sou assim e tenho orgulho” são sempre importantes principalmente quando feitas por individualidades com algum relevo social. São pequenos passos, mas caminhamos firmemente para um futuro, ainda distante, sem preconceitos…

9 comentários:

Theo.. disse...

Sobre o filme, não tenho muito a dizer pq não vi, aliás, não vi nem o Avatar, mas se dizes que não vale o Óscar eu acredito... infelizmente nesse meio tmb devem existir jeitinhos pra se conseguir as coisas. Sobre o Ricky Martin mesmo toda gente sabendo é fixe ele assumir, dizer da própria boca, pode ser uma ajuda para muitos que andam pelo armário e precisam de um pequenito empurrão pra se aceitarem e assumirem também, não sei como é em Portugal, mas aqui no Brasil mesmo as pessoas sabendo sem ele assumir não o rejeitam nem nada, espero que continue assim e que o mundo também vá abrindo suas mentes. Bjos morzito :D

So disse...

ainda n vi o filme, mas tambem nao me parece que vá ver... não me suscitou curiosidade e agora que dizes isso muito menos lol ainda por cima porque havia outros nomeados que gostei bastante. enfim, os oscares são uma longa historia. Quanto ao Ricky não sabia que ele tinha assumido, nem nunca tinha pensado se ele era gay ou hetero pra dizer a verdade... lol, mas realmente eh das poucas coisas que eu acho que se deve dar este mediatismo uma vez que muita gente só vai lá pelo efeito da influencia das figuras publicas etc. e agr se me permites : "Sou hetero e tenho orgulho" lol também quero dizer =P beijo *

ψ Psimento ψ disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
ψ Psimento ψ disse...

So: o fundamental é conseguir dizer-se isso: "sou assim e tenho orgulho" seja esse "assim" hetero ou gay ;)

paulofski disse...

Cá pra mim cada qual é como é, lá terá as suas preferências, as suas opções e necessidades. Isso de ter de se assumir perante os outros, perante a sociedade, é subjectivo e, digo-o francamente, para mim só denota uma certa fraqueza e sentimento de culpa. Compreendo no entanto que o "orgulhosamente isto ou aquilo" é mais do que uma forma natural de afirmação, o que pra mim até nem seria necessário. É-se e pronto.

ψ Psimento ψ disse...

paulofski: Não concordo contigo em alguns aspectos. Vou por Carl Rogers na sua teoria de que uma experiencia e um aspecto da cada pessoa só esta devidamente integrado quando se consegue falar do assunto! ;) Agora não, ninguém precisa de andar com o cartaz na testa com a sua orientação sexual mas também quando se é confrontado com a situação não concordo que se baixe a cabeça e se minta. Porque quando se tem vergonha do que se é algo não esta bem...

Teté disse...

Bom, ainda não vi o filme (nem sei se me apetece muito), portanto não me posso pronunciar.

Quanto a preconceitos, acho que ainda vai levar bastante tempo até serem erradicados... mas cada passo conta! :)

X disse...

É "melhor" porque está virado para o umbiguinho dos americanos. Mas sou suspito porque detesto filmes de guerra...

X disse...

Não sou "suspito". Sou suspeito. E afirmo isto sem denotar nenhuma culpa ou fraqueza. É uma simples constatação acerca da minha pessoa.

;)

Abraço