domingo, 20 de março de 2011

O Trompete

Quando era miúdo entrei para banda filarmónica aqui da terrinha por insistência de familiares que também lá andaram e onde aprendi a tocar trompete! No início, não gostava mas lá conheci alguns dos meus actuais melhores amigos e comecei a ganhar algum gosto.
Entretanto esses amigos por variadíssimas razões saíram da banda e eu devido ao trabalho, à faculdade e planos incompatíveis acabei por desistir também.
No ano passado, acabei também, ao fim de alguns anos, por me despedir dessa empresa mui nobre, honesta e dedicada a clientes e funcionários cujo o nome com duas letras começa em P e acaba em T!! Assim, juntei-me à maior família de Portugal, OS DESEMPREGADOS!! Foi da maneira que fui para o Brasil mais tempo do que era planeado…
Depois destas férias as minhas poupanças estavam pelas ruas da amargura... Como já trabalho desde os 18 anos para pagar as minhas coisas, decidi que não iria ser agora aos 24anos que ia voltar a pedir dinheiro aos meus pais. No entanto, também queria terminar este ano de mestrado sem arranjar um emprego que me ocupasse muito tempo…
Foi quando me lembrei. Saquei do trompete do armário e depois de alguma limpeza e muito óleo o instrumento estava pronto. O som saiu meio desafinado, destreinado, mas pelo menos lembrava-me bem das notas e das posições. É que apesar do instrumento em questão só ter 3 pistões (teclas) o que conta não é apenas a posição dos dedos mas sim, principalmente, a pressão do ar expirado. Por exemplo, sem se carregar em pistão nenhum dá-se o Dó, o Sol, o Dó(agudo), Mi(agudo) e Sol(agudo)…
Quarta-feira liguei ao “gestor” da banda que me disse rapidamente que estavam a precisar e para eu ir na sexta ao ensaio pois hoje já tínhamos um trabalhito!!!
Como tal, hoje voltei e as coisas até correram bem. Posso ser um músico amador e não ganhar tanto como os profissionais mas, pelo menos já me vai dando uns trocos para os meus gastos. ;)

14 comentários:

pinguim disse...

Estás a ver a diferença entre ti e muita gente que só se queixa de não arranjar nada para "ter uns trocos"????
Dou-te os parabéns.

Theomentos disse...

E é por isso que eu namoro contigo :D Por correres atrás do que tu queres, apesar de iniciares a corrida com um pequeno atraso sempre :P Eu pelo contrário só tenho tempo para as aulas, e como as tenho!! Por sorte ou azar meus pais ainda me bancam e não sei como vai ser depois de formado, espero mesmo conseguir todos os meus planos do mestrado pq o piso salarial de um farmacêutico é menor do que o que eu recebo agora. Eu até tentei aprender violão, piano... mas como isso não entra como instrumento de banda filarmónica e elas nem existem muito no Brasil, não tenho de onde tirar trocos...

Abraço-te disse...

Muito sorte...
Muita coragem!!!
Tb para o comentário anterior!

Abraço-te

Luís disse...

Boa sorte! Merda! Parte uma perna! Etc... O que conta é que sejas feliz e tenhas sucesso. Vai em frente :)

paulofski disse...

Força com isso. Agora só necessitas de um bom fôlego, ar nos pulmões e queda musical. Mas vê lá, não abuses dos ensaios se não ainda acordas a vizinhança, eheh.

X disse...

Muito bem! Não há nada como gente com iniciativa! Parabéns!

Teté disse...

E mais uma vez se prova que o saber não ocupa lugar e muitas vezes pode ser bastante útil! Espero que corra tudo bem com esse novo trabalho e que te dê simultaneamente tempo suficiente para seguir o mestrado... :)

Beijocas!

ψ Psimento ψ disse...

Pinguim: Bem, eu tinha a vantagem de ter uma formação no passado eheheh.

Theo: Eu sei que chego atrasado a todo o lado mas, é sempre devido a circunstancias que me atrasam!!! De certa forma tens sorte por os teus pais te bancarem! Quando for para ai vou formar uma banda eheheheh.

Abraço-te: Obrigado, não é nada de novo, estou certo que vai correr bem. ;)

Luís: Obrigado, não é uma vocação nem um talento muito grande mas faz-se bem.

Paulofski: Coitados dos vizinhos eheheh. Eu acho que eles pensavam que eu tinha desistido e não ia voltar, mas cá estou para os atormentar eheheheh.

X: Iniciativas tenho muitas eheheh.

Teté: Pois uma das vantagens é mesmo essa. Na verdade ocupa-me pouco mais que algumas horas do fim-de-semana. ;)

Blog Liker disse...

Boa sorte músico! :)

BTW: gostava muito de aprender a tocar guitarra ou piano, mas nunca se proporcionou. Quanto à guitarra, acho que vou começar por um daqueles livros de auto-aprendizagem!

Um abraço!

Rafeiro Perfumado disse...

E podes sempre passar umas horitas no Metro, com um chapéu à frente! ;)

ψ Psimento ψ disse...

Blog Liker: Obrigado, no início dá mesmo muito trabalho aprender musica...

Rafeiro: Esperemos que não tenha de chegar a isso. ;)

Kevin disse...

Sem dúvida. Aprender a tocar um instrumento não é pêra doce! Também andei na banda :) quando era mais novo tocava saxofone. Agora já sei que se isto estiver mal, onde me agarrar.
Se bem que dúvido que lhe consiga voltar a pegar. Aquilo não é assim tão fácil!

um coelho disse...

É impressionante como algumas coisas que aprendemos no passado e que se calhar até chegámos a considerar inúteis podem vir a tornar-se importantes. Boa sorte. Ee fores ao Portugal tem Talento eu voto em ti!

(E adorei o comentário do Theo)

ψ Psimento ψ disse...

Kevin: Não é nada fácil mas se tentares verás que ainda és capaz. ;) Eu tenho tido uns trabalhitos estes fins de semana e já lhe voltei a apanhar o jeito.

Um coelho: Ahahah não me parece, sou demasiado amador. Mas obrigado na mesma ;)