terça-feira, 1 de março de 2011

Ver para Crer

A grande maioria dos filmes que vou recomendar, na verdade, já os vi antes de ir para o Brasil mas não tinha tido tempo de lhes dedicar um post.

A.I. Artificial Intelligence(2001) de Steven Spielberg é um dos meus filmes preferidos desde a minha adolescência e recentemente decidi revê-lo. O filme narra-nos a história de um pequeno robot com a forma de uma criança humana que foi concebido para desenvolver a capacidade de amar a sua mãe adoptiva incondicionalmente. E a pergunta que logo no inicio alguém faz é: Será um humano capaz de amar aquela “criança” da mesma maneira?
E a partir da altura que uma máquina consegue experienciar emoções e sentimentos, passa a ser humano ou continua um objecto?
É o facto de sermos orgânicos que faz de nós seres humanos, o facto de termos órgãos cérebro e coração? Um lagarto também os tem…
E o robot? Podemos alegar que as suas respostas emocionais não são mais do que programas incutidos nele… Mas, não são também os seres humanos programados para se comportarem de determinada maneira numa sociedade?? Que eu saiba ninguém nasce com ciúmes, vergonha ou culpa mas a sociedade programa-nos para experienciarmos essas emoções em situações especificas…
Mas vejam e tirem as vossas próprias conclusões!!
Um bom filme com as brilhantes interpretações de Haley Joel Osment (o miúdo do Sexto Sentido) e Jude Law. Mas o meu preferido era o ursinho de peluche robot :) Infelizmente não encontrei um trailer que lhe faça justiça.



The Donald Strachey Mysteries são uma série de livros criados por Richard Setevenson dos quais quatro foram adaptados a filmes. As histórias retratam a vida de Donald Strachey um Inspector Privado expulso do serviço militar americano devido à sua orientação sexual e interpretado por um dos meus actores preferidos e que já referi aqui no blog, o Chad Allen. Os filmes têm tudo o que se espera de qualquer filme com temática policial portanto qualquer pessoa que goste deste género de filmes ficará satisfeito.
Os casos que Donald Strachey tem para solucionar tendem a relacionar-se com questões problemáticas para a comunidade LGBT como por exemplo o preconceito no local de trabalho, as clínicas de “cura” gay e a velha política militar americana do “Don´t Ask Don´t Tell”.
Pessoalmente, o que mais me agradou foi a forma simples, natural e sem estereótipos com que retrataram a relação de Strachey com o seu marido Timothy.
O nome dos quatro filmes são:
Third Man Out (2005)
Shock to the System (2006)
On the Other Hand, Death (2008)
Ice Blues (2008)




Despicable Me (Grú, O Maldisposto) de 2010 é um "must see" da animação. Inicialmente quando vi o trailer não me suscitou grande interesse mas depois dei uma oportunidade ao filme e fiquei enternecido. É um dos filmes mais cómicos de sempre mas também muito emotivo. Fiquei muito desiludido por não ter pelo menos entrado nas corridas aos Óscares porque merecia sem qualquer sobra de dúvida. Sempre que me lembro de personagens como as três meninas ou os “Minions” dá-me vontade de rir. :)







2010 foi na minha opinião o ano mais rico a nível de filmes de animação e os mesmo suplantaram a qualidade da grande maioria dos outros filmes. Assim o meu top animações é:
1 – Toy Story 3
2 – Grú, O Maldisposto
3 – How to Train Your Dragon
4 – Tangled

8 comentários:

pinguim disse...

Gostei muito do filme de Spielberg (será que não gosto de algum?), mas acho delicioso chamares a atenção para estes 4 filmes que quase poderiam ser chamados filmes menores, sem grandes orçamentos e sem estrelas de renome, mas que são bem agradáveis. E depois o facto de estar sempre subjacente um tema gay, é um "must", como o é ter o Chad Allen, que penso ser gay assumido, mas é um interessante actor, em todos os sentidos.
Dos filmes de animação não falo, porque não sou um grande apreciador.

ψ Psimento ψ disse...

Pinguim: Quer-me parecer que também não lhes dás grande oportunidade... Sem veres, nunca vais saber se gostas ou não ;)

Teté disse...

Pois olha, não vi o primeiro e nenhum dos policiais. Especialmente estes últimos vou ver se os apanho por aí, uma vez que adoro policiais.

Já o Gru vi no cinema e gostei muito. Como não vi Toy Story 3, e essa foi uma falha, até por não ter visto os dois primeiros, também estranhei que não fosse candidato aos Oscar, porque certamente merecia. Mas pronto, falta-me ver o Toy Sory 3, que nem sei se ainda está em exibição... :)

Beijocas e gracias pelas dicas!

Theomentos disse...

O A.I. Achei que puxa muito para o artificial, eu era mais miúdo quando vi e não gostei muito e particularmente aquele peluche fazia-me muita impressão. O segundo nunca tinha ouvido falar e parece ser bom, fica a dica para procurar ver cá. O Grú é fantástico ri imenso adoro a gaja mais pequena e os Minions são hilários muito bom filme tmb acho que merecia um óscar.

ψ Psimento ψ disse...

Teté: Ehehehe embora não seja crucial, convém veres os dois primeiros. O Toy Story 1 é engraçadinho estando na média dos outros filmes de animação. O 2º é muito bom e o 3º é como estou farto der dizer, o melhor filme de animação de sempre, na minha opinião. Beijos

Theo: O peluche é o mais fixe!! Bahhh não sabes o que dizes eheheh :p

Blog Liker disse...

Gostei muito do AI, mas é um daqueles filmes que eu acho que poderia ter acabado meia hora antes. Aliás, há ali um determinado momento, na nave creio, em que se pensa que o filme vai acabar, mas depois se estende para lá do verosímil. Falo um pouco de memória, porque já o vi há muito tempo.

Abraço!

um coelho disse...

Eu adorei o AI, e achei a interpretação do Jude Law irrepreensível! E lembro-me frequentemente de partes do filme, apesar de já o ter visto há tanto tempo, no cinema. Não era no AI que ainda apareciam as torres gémeas apesar de já ter sido o 11/09?

ψ Psimento ψ disse...

Blog Liker: Concordo plenamente, é um bocado grande de mais, menos meia hora não lhe fazia mal nenhum.

Um coelho: Penso que sim aparecem meio destruídas. Se não me engano os atentados aconteceram na altura que estavam a fazer o filme dai elas ainda lá estarem.

Abraços.