terça-feira, 7 de setembro de 2010

Marrow


Sarah Rushman era uma criança quando os seus poderes se manifestaram e foi acolhida pelos Morlocks, um grupo de mutantes que vivia marginalizadamente nos esgotos de Nova Iorque sob a liderança de Callisto. Marrow cresceu então neste ambiente e tornou-se uma implacável e cruel lutadora principalmente por lhe ter sido negada a vida normal de uma adolescente da sua idade.
Quando Storm derrotou Callisto pela liderança dos Morlocks (uma vez que estes estavam a causar problemas), Marrow ganhou-lhe um ódio pessoal e apesar dos esforços de Storm, nenhum Morlock aceitou abandonar os esgotos para viver na mansão dos X-Men o que em muito dificultou o trabalho como líder dos mesmos. Pouco depois, a fervilhar de raiva por Storm ter derrotado Callisto, que via como uma mãe, a jovem desafiou a sua mais detestada inimiga para uma batalha até à morte sem o uso de poderes e utilizando facas como arma. Contudo, apesar de em desvantagem, Storm saiu novamente vitoriosa e decidiu poupar a vida de Marrow, o que esta considerou uma desonra e uma humilhação. Deste modo, o ódio que sentia por Storm, aliado ao facto de estar secretamente apaixonada por Angel, fazia com que nutrisse sentimentos antagónicos pelos X-Men.
Quando os Morlocks foram massacrados por uma outra equipa de mutantes chamados Marauders, Marrow foi uma das poucas sobreviventes e vendo-se sozinha no mundo, teve de relutantemente juntar-se aos X-Men alimentada por um ódio crescente pelo facto de Storm não ter conseguido salvar os Morlocks que eram a única família que tinha.
A adaptação de Sarah na equipa foi extremamente complexa e o seu feitio anti-social e violento causou diversos conflitos com a maioria dos membros da equipa. Apesar de tudo, os X-Men nunca lhe viraram as costas e a jovem adolescente permaneceu com a equipa ajudando em inumeras batalhas. Com o tempo e muito gradualmente, Marrow começou a modificar a sua conduta chegando diversas vezes a por a sua vida em risco para salvar os seus colegas de equipa, incluindo a Storm. Com os X-Men, Sarah começou a ter uma vida mais próxima do normal para a sua idade e com a ajuda do Professor Xavier fez grandes progressos no que tocava aos seus poderes começando a ser capaz de retrair todos os seus ossos para o interior do corpo. Nesta altura, Marrow compreendeu pela primeira vez que não era um monstro, que apesar da sua aparência não tinha de se comportar com tal e que na verdade era uma rapariga muito bonita e pouco diferente de qualquer outra miúda da sua idade. Esta nova forma de percepção da vida permitiu-lhe reconciliar-se finalmente com Storm e chegou mesmo a haver um flirt com o seu colega de equipa Cannonball que era pouco mais velho.
Contudo, de um momento para o outro, quando a vida parecia estar a encarreirar, Marrow desapareceu sem qualquer explicação.
Mais tarde voltamos a ver Marrow numa outra equipa chamada Weapon X, e os argumentistas pareceram ter esquecido toda a evolução fantástica da personagem tornando-a novamente numa simples lutadora implacável, arrogante e imatura.
Depois dos eventos do dia M, 99% dos mutantes da Terra perderam os seus poderes e Sarah foi uma das afectadas sendo agora considerada uma “Rem”. Os “Rem” são mutantes que perderam os seus poderes mas ficaram com a aparência física própria de quando os tinham. No caso de Marrow, um enorme quantidade de ossos na parte exterior do seu corpo. A última vez que vimos a personagem foi na companhia de Callisto, a lutar contra os X-Factor na tentativa de descobrir uma forma de recuperar os poderes. Uma vez que não conseguiu, desapareceu sem rasto até ao momento…

Poderes: Esta mutante era dotada com um crescimento ósseo sobre-humano. Em batalha, Marrow fazia os seus ossos crescerem em forma de espetos, em grande velocidade, em direcção dos inimigos. Os ossos eram também frequentemente utilizados por Marrow como longas espadas, facas ou armas de arremesso. Tendo em conta as suas habilidades, Sarah era felizmente dotada de um factor de cura. No inicio, não conseguia retrair a enorme quantidade de ossos para dentro do seu corpo mas com muito esforço estava a fazer progresso neste sentido.

Esta personagem não aparece em nenhum dos filmes até ao momento embora no 3º filme apareça um homem com poderes semelhantes. Pessoalmente, Marrow passou de uma personagem que eu odiava, para uma personagem que adorava, que parecia muito promissora e que teria gostado muito de acompanhar. Gostei da sua modelagem na equipa ter sido muito gradual, não teria muita lógica se tivesse sido brusca, gostei muito da sua presença e achava-lhe imensa piada pois mesmo com toda a sua evolução ela nunca demonstrava o carinho que já nutria pelos outros personagens e continuava sempre resmungona. Gostava também do facto de ela nunca tratar os colegas pelo nome arranjando-lhes sempre alcunhas caricatas. O Swayer de Lost tinha uma personalidade de certa forma semelhante. Pena tudo o que lhe aconteceu…

4 comentários:

Theo.. disse...

Se não fosse X-men aposto que ela seria uma daquelas adolescentes que lotam os consultórios dos psicólogos. Parece ter um temperamento forte mas pode ter sido em função dos poderes e da condição que eles "transtoranaram" sua vida. Para mim, ela assim como o Wolverine causam um bocado de impressão no que toca ao uso dos poderes, fico mesmo com um bocado de enjoo ao imaginar estes ossos brotando do corpo, parece-me uma coisa mesmo dolorosa, apesar de eu acreditar que para eles isso não deva doer, o mesmo vale para o Wolverine e o irmão que têm aquelas garras que brotam das mãos, não gosto nem de imaginar. A personagem parece ter sido, num belo dia de chuva, esquecida numa gaveta, pelo que descreves não há uma continuação na vida dela, deve ter sido mania de algum editor, director, ou outra patente qualquer que por seu feitio desistiu da gaja, é pena porque parece que a vida dela tava a ficar mesmo fixe.

ψ Psimento ψ disse...

Enganas-te Theo o crescimento excessivo dos seus ossos doía-lhe constantemente e ela teve de se “habituar” a essa dor. Quanto ao Wolverine, tal como ele diz no filme, dói-lhe de todas as vezes que usa as garras porque tem sempre de furar a pele. A sorte deles é que se curam rapidamente. O Wolverine não tem irmãos, aquilo no filme foi invenção deles e um grande desvio relativamente à história das Bds. Mas tem um filho com poderes semelhantes…

X disse...

Concordo plenamente contigo. O desaparecimento da Marrow foi um balde de água fria de pois de termos acompanhado a evolução da personagem. Também acho que era uma excelente antagonista para a Storm. É uma pena que tantas personagens promissoras do X-universo sejam desprezadas... Tinha imensas e ricas relações com vários X-Men (Gambit, Storm, Colossus, Angel...) e desapareceu sem deixar rasto...

So disse...

realmente eh uma pena, com uma historia tão interessante que ela tenha desaparecido assim sem deixar rasto... pessoalmente acho mais piada a este tipo de personagens, que tem uma evolução lógica, do que aquelas que surgem e já são espectaculares. o seu poder também eh interessante, e ainda bem que ela aprendeu a controla-lo senao nao era realmente mt bonita =P