sábado, 23 de outubro de 2010

Lifeguard

Heather Cameron era uma nadadora salvadora nas praias da Austrália e foi nesse local que conheceu uma equipa de X-Men liderada por Storm que combatia uma equipa de vilões. A batalha estava a por diversas pessoas em perigo e essa situação desencadeou a activação do poder mutante de Heather.
Depois disso, Heather e o seu irmão mais novo permaneceram com esses X-Men e durante o tempo que esteve na equipa, Heather iniciou uma relação com o colega Thunderbird.
Lifeguard manteve-se com os X-Men algum tempo e durante uma batalha contra uma espécie alienígena, os irmãos Cameron descobriram que a sua mãe era na verdade uma extraterrestre da espécie Shi’ar. Para poder infiltrar-se, Heather fez o seu corpo alterar-se ficando cada vez mais parecida com o dos Shi’ar, adquirindo asas, garras nas mãos e um crânio ligeiramente diferente. Estranhamente, Lifeguard não conseguia voltar à sua forma habitual depois desta transformação e quando o irmão a viu recusou a aceitar que aquela era a sua irmã e fugiu.
Preocupados, Lifeguard e o seu namorado Thunderbird, abandonaram os X-Men para procurarem o rapaz. Desde então não têm aparecido muito e o paradeiro do irmão de Heather continua desconhecido.
Poderes: Esta mutante tem um poder de adaptação reactiva ou seja o seu corpo adquire o poder necessário para salvar a sua vida ou a de alguém que a rodeie. Deste modo, por exemplo, se ela ou alguém estiver em perigo de morrer afogado o seu corpo vai desenvolver guelras e uma cauda de sereia, se cair de um avião vão-lhe crescer asas, se for atacada por fogo vai desenvolver uma pele protectora ou mesmo super força e uma armadura dourada se precisar de se soltar de uma prisão ou de bater em alguém. Digamos que os seus poderes são semelhantes aos de Darwin mas de uma forma mais altruísta. Esta personagem não aparece em nenhuma das adaptações ao cinema até ao momento. Pessoalmente até gostava da sua forma alien e acredito que um dia alguém acabará a sua história, ou não…

4 comentários:

Theo.. disse...

Eu gostei muito dos poderes dela, achei mesmo fixe. Só um pouco estranho isso dela não poder voltar ao normal, isso já não queria pra mim mas os poderes dela jah me davam jeito :P

paulofski disse...

Não conheço a senhora mas não deixei de reparar nos seus atributos tipo Pamela Andersen, atributos de flutuabilidade, é claro!

So disse...

que engraçada lol mas tb n percebo pk eh que se dao ao trabalho de criar tantas personagens e pensar em tantos poderes diferentes, e dps abandonam assim a historia... ate gosto do poder dela, e parece.me uma historia interessante, ate demais para ser deixada assim de lado.

X disse...

É difícil não gostar das mulheres "Claremontianas". Mas, tal como o irmão foi despachada muito cedo. A relação de desenvolveu com o T-bird também não me convenceu mas os poderes eram interessantes. Também nunca percebi porque é que ela era meio alien e o irmão não...