sábado, 7 de agosto de 2010

Nós por cá...

Como sempre, os dias com o Theo têm passado a voar. Temos andado pelo Porto a revisitar lugares com boas memórias e aproveitando para conhecer novos sítios. Acho que durante estas férias o Theo vai conhecer mais de Portugal do que quando viveu cá durante um ano.
De manhã, ele vai para a farmácia onde está a fazer um estágio, por isso, o resto do dia é para ir à praia e estar com os amigos.
Entre muitas outras actividade, visitamos o zoo da Maia que infelizmente está cada vez mais pequeno, fomos até Guimarães para lhe mostrarmos as origens de Portugal e fomos também à feira medieval em Santa Maria da Feira embora nessa altura como nos esquecemos da máquina fotográfica só tiramos fotos com as máquinas das Kengas e ainda não as temos.
Algumas fotos:








Além de ser o meu animal preferido, este canguru é albino, a vedeta do zoo da Maia.


Guimarães






9 comentários:

Teté disse...

Nem sabia que a Maia tinha Zoo, mas se for como o de Lisboa, está sempre em dificuldades, que tratar e alimentar os bichos não sai barato... apesar dos seus 126 anos de existência, mas cada vez com menos verbas camarárias, com patrocínios de algumas empresas e particulares. Uma tristeza!

Não conheço Guimarães, que é uma grande falha. Embora conste que tenha sido apenas o berço da nação, já que Afonso Henriques viveu a maior parte da vida em Coimbra, mas estar mais perto do combate aos Mouros e ao primo... :)

Beijocas e continuação de boas férias para ti e para o Theo!

Daniel Silva (Lobinho) disse...

Amigo que muuuuito estimo (believe me)

As fotos da tartaruga e do urso estão DEMAIS. AMEI. E como adoro ursinhos... a do canguru prima pela diferença de ser albino. Mas as vossas estão um MUST, nas ameias do castelo e tudo. Lindo.

Sabes uma coisa? Nao conheço nenhum dos dois, e por motivos óbvios crei uma grande empatia contigo mesmo quando discordas de mim de forma tao amiga, mas a vossa relação merece ser enaltecida. A sério. Pela profundidade com que falas dela, pelo amor que colocas nas palavras mesmo quando te referes só a ti, pelas alusoes (in)directas a toda uma vida relacional e amorosa. Oxalá, Psimento, tu e o Theo sejam uma continuidade viva em todo o futuro, deste Presente que têm partilha do.

Hoje, um abraço para os dois :)

Adoro coisas persoanlizadas e este post puxou por mim eh eh ;)

Theo.. disse...

Adorei conhecer estes lugares e ainda tenho muito outros por conhecer antes de acabar estas férias que estão a ser demais, além de reencontrar-te, coisa que sempre demora, ainda estivemos em companhia de bons amigos. O tempo demora tanto a chegar quando estamos longe e corre tão depressa quando estamos juntos... Não queria que estas férias terminassem mas tem de ser, mas esquecendo isso, ainda tenho muitos dias cá e muitas aventuras pela frente :D AMO-TE MTMTMT e cada dia mais :D

dois coelhos disse...

Olá. Não sei se já tinhas percebido, mas nós revemo-nos muito no teu blog, e já o acompanhávamos há muito tempo.

As fotos estão espectaculares. Um de nós já conhece Guimarães, e quer levar lá o outro, por isso o norte do país é um forte candidato à nossa próxima viagem.

Boa trip ao sul para vocês.

pinguim disse...

Percorri esses lugares em Maio último, com o Dejan; é tão bom dar a conhecer o nosso país a quem amamos, não é verdade.

paulofski disse...

Aproveitem bem esses momentos.

Abraço

air max nike disse...

Thank you very much for this article!
For a long time I have done exactly what you warn against. This article was a slap in the face - but a needed one.
That being said, what is the value of an intuitive explanation? Is it to give a lay person an "ah-ha" moment? Is it good to have SOME understanding, even if it is "vague and mush?"
nike air max
air max nike
cheap nike air max
air max 2009
air max shoes
air max 90

Luís disse...

Ficámos felizes só pela felicidade que vocês irradiam. Abraços portuenses,

Zoninho disse...

mais fotos! mais férias. fazem muito bem em aproveitar ao máximo.
é isso mesmo: quando estamos com quem gostamos, o tempo voa. é o tempo psicológico da literatura a funcionar na vida real.
abraços aos dois