sexta-feira, 27 de agosto de 2010

Nostalgia de Infância


Não sei se alguém se lembra mas, estes desenhos animados davam no inicio da decada de 90 na RTP2. Baseados num livro de Colin Dann intitulado “The Animals of the Farthing Wood” ou em português “Os Animais do Bosque dos Vinténs”. A série de 3 temporadas com 13 episódios cada, contava a história de um grande grupo de animais que teve de fugir do seu lar que estava a ser destruído pelos homens, na busca de uma reserva natural onde pudessem viver em paz. É dos desenhos que mais tenho recordações, andei muito tempo para encontrar a série e já revi a primeira temporada. Lamento que já não se façam deste tipo de desenhos que estimulem nas crianças valores como a amizade, o companheirismo, a entreajuda e o respeito pela natureza.
A série é particularmente apelativa pois contrariamente à maioria dos desenhos animados da altura, tem um importante factor dramático por vezes até um bocado cruel. Ao longo dos episódios, apesar do esforço do grupo, alguns dos animais morrem pelo caminho quer abatidos a tiro por caçadores, quer atropelados quando tentavam atravessar uma auto-estrada ou num incêndio provocado por um cigarro mal apagado. Considero importante que as crianças tenham uma perspectiva educada sobre o significado da morte, da sua inevitabilidade e irreversibilidade e que compreendam que o ser humano não é único a viver neste pequeno bocado de terra e que as nossas acções podem ter repercussões graves e fatais nos restantes seres vivos do nosso planeta.
Aqui fica o genérico (até a banda sonora era boa):

´

Recentemente encontrei o livro original no e-bay e já tratei de o adquirir. ;)

5 comentários:

Theo.. disse...

Cá no Brasil não lembro de ter visto esse desenho, o único que tínhamos era o Capitão Planeta que juntamente com alguns miúdos que tinham anéis mágicos andavam sempre a salvar o planeta, comandados por Gaia. Tenho acompanhado esse dos bichinhos pelos teus relatos e mesmo não vendo o desenho quase desata a chorar, parece ser mesmo muito giro, fica pra mim ver quando tiveres cá :D
AMO-TE MTMTMT hj pensei em ti mais que nos outros dias

Angelo disse...

Recordo-me vagamente deles (a diferença de idades tem o seu quê!). E, como os desenhos animados da minha altura, é de facto de lamentar que agora seja tudo porrada e afins...

X disse...

Não me lembro de nada disso. Ai, que velhote me estou a sentir!

Zoninho disse...

oh, já não me lembro de nada disto. talvez por que nessa altura já não tinha muito tempo nem disponibilidade mental para desenhos animados. não vi estes, vi outros que estimulavam aos mesmos valores e isso sabia bem. de facto, acho que é um fenómeno comum entre os mortais humanos essa nostalgia da infância. e em relação à educação infantil, estou absolutamente de acordo! a morte nunca pode ser banalizada (como, aliás, é em toda a comunicação social)...


acordo

So disse...

lembro.me perfeitamente de ver isto... impressionante o que tu vais buscar... era girissimo e realmente tb me lembre de ser um dakeles desenhos que nos ficamos ali a sofrer em frente ah televisao com uma sensação de angustia enorme. é mesmo uma pena que hoje em dia só se preocupem em lançar series de desenhos animados que prendam as crianças ah televisão e que de preferência quando acabar tenho um desejo louco de ir adquirir todos os produtos relacionados, sem que passem uma mensagem de qualquer tipo.