segunda-feira, 15 de novembro de 2010

2 anos de muita história!

2008 estava a ser o pior ano da minha vida devido a uma série de problemas que surgiram em simultâneo. Contudo, em Outubro desse ano, conheci alguém que fez com que 2008 valesse a pena lembrar.
Das primeiras vezes que saí com o Theo, éramos apenas dois amigos. Eu tinha saído há poucos meses de uma relação complicada que só me deixou marcas negativas e sabia que o Theo estava cá apenas de passagem. Como tal, sentia-me seguro e cheguei a dizer-lhe com o ar mais convicto do mundo que era “incapaz de ter uma relação com alguém que eu sabia que ia embora”. Pela boca morre o peixe e ainda hoje ele me lembra dessa mítica frase que usei na altura para dar a entender que não íamos ser mais que “amigos”.
No entanto, há coisas que não se escolhem e naquela tarde de Novembro, tudo começou a mudar. Quando demos por nós estávamos a comprometer-nos um com o outro e tentávamos não pensar no inevitável futuro. Todos os dias, quando saíamos da faculdade, encontrávamo-nos, fazíamos o jantar e eu voltava para casa já tarde, sempre no último metro. Aos fins-de-semana pegava numa mochila e abancava em casa dele. Tínhamos uma vida junta naquela altura, mas foi quando viajamos em Janeiro de 2009 que percebi que não ia conseguir simplesmente acabar tudo quando o visse entrar num avião. Mas o dia chegou, rápido de mais… Nos últimos dias de Julho de 2009, estava marcado o regresso após um ano a estudar cá…
Foi dos piores dias da minha vida, foi um corte tão radical que de um momento para o outro fiquei sem saber como ocupar aquela parte do tempo que lhe era destinada. O contacto físico, o toque, o beijo e o abraço quente foram substituídos diariamente por um monitor frio de computador. Nunca acreditei em relações à distância mas aquilo que sentia por ele não me deixava dizer “acabou”.
Contudo, a verdade é que passei a acreditar que quando se gosta tudo se supera. Mantivemo-nos juntos apesar de longe, falando todos os dias na net várias horas até que em Janeiro de 2010 chegou a minha vez de conhecer um pouco mais o país dele. Foi a melhor viagem da minha vida. Só eu e o Theo a desbravar o Brasil. Depois de conhecer a família pegamos no carro e num mapa e embarcamos pela mais longa viagem de sempre. Foram muitos quilómetros de estrada mas tive a oportunidade de realizar alguns dos meus sonhos. Visitar as Cataratas do Iguaçú foi maravilhoso e explorar o Pantanal foi um sonho tornado realidade onde tive a oportunidade de ver no estado selvagem toda a bicharada que tanto me fascina, até com crocodilos selvagens nadamos :p.
Depois de pouco mais de um mês e de conhecer dezenas de lugares e de pessoas incríveis, a viagem de sonho terminou e voltei sozinho para Portugal. Vinha triste claro, no entanto, vinha com uma força renovada. Sabia que se tínhamos conseguido uma vez íamos conseguir mais. A verdade é assim foi, em Julho deste ano encontramo-nos de novo em Amesterdão e depois foi altura de mais uma vez fazer-nos à estrada, desta vez aproveitando para lhe mostrar alguns dos recantos e sabores maravilhosos de Portugal. Mas um mês sabe a tão pouco…
Mais uma separação se seguiu. Mas, eis-nos aqui, no dia 15 de Novembro, dia que celebramos o nosso 2º aniversário juntos. Apesar de separados, sinto-nos mais fortes que nunca, mais apaixonados que nunca. E é a isso que nos vamos agarrar. Em breve acabaremos o curso e poderemos finalmente estar juntos mas para já, conto os dias até chegar 18 de Janeiro altura que embarcarei de novo para reencontrar a pessoa mais significativa da minha vida neste momento. Então celebraremos tudo que temos em atraso, até lá, sabemos que os sentimentos viajam pelo tempo e o espaço…

17 comentários:

Theo.. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Theo.. disse...

Realmente postei algo aqui e não era digno do quando o Psi escreveu sobre nós portanto vim reiterar tudo o que jah disse e mais um bocado. Esses dois anos tem sido muito especiais, muitas coisas acabaram por mudar em nossas vidas, assumir um compromisso dessa proporção acho que é para poucos, e para ajudar muitos ainda dizem que não íamos conseguir, já conseguimos e cada que passa é mais um tijolinho que cimentamos na nossa contrução. Temos muito momentos bons e boas lembranças. Acho que o pior de tudo não é ficar longe pq sabemos que logo iremos nos encontrar novamente e eu acredito que isso siga além da vida nesse planeta, mas o pior mesmo é não poder dar carinho, colo, miminhos nos momentos que mais precisamos um do outro, é não estar perto quando os problemas batem a nossa porta, é termos que resolvê-los sozinhos e também não poder estarmos perto um do outro nas brigas, isso pode parecer estranho mas sim é verdade só eu sei como sofro quando brigamos e por eu não poder estar perto dele, ainda bem que brigas são poucas, a bem da verdade é que muitas das vezes a culpa é minha pois sou meio relapso em algumas coisas (a começar pelo exemplo do post anterior :P) Bem quero dizer que amo muito essa pessoa e que quero continuar contruindo uma vida com ele, quero estar contigo pra sempre e se não der paciencia, mas mesmo assim gostaria de estar por perto pq acho que o amor nunca terminará. Amo-TE mais que tudo e faço tudo pra podermos estarmos juntos o mais breve possível :D

Teté disse...

O amor é lindo! E nem sempre a distância separa as pessoas, por vezes até fortalece a relação. O que mata e que mói, é mais a rotina...

Beijocas e feliz aniversário para ambos! :)

Little Tiago Boy disse...

Parabéns aos meninos! E nunca, mas nunca te esqueças: "Love is our resistance" ;) Ouve a Resistance dos Muse com o coração e percebes o que te digo ;)

So disse...

Aqui nao da pra por gosto... mas gosto muito! acho que a vossa historia um dia vai dar um livro, ou entao algo mais puxado ao pais do theo e da uma novela =) bem me parecia que voces faziam anos =) parabens aos dois, nao por fazerem anos, mas por continuarem a ser dos casais mais lindos que eu conheço, mais apaixonados e mais batalhadores. admiro.vos muito, e vou concerteza continuar a tentar participar da vossa história, mais que nao seja pra dps aparecer na novela tambem =P adoro.vos, adoro.vos juntos...merecem tudo... e lembras-te daquele desenho que viste no meu caderno... vai-se realizar... eu sei que vai =)

Se7e disse...

que giro... parabéns!!! Não sei como conseguem lidar essa coisa da distância, o amor tudo consegue... lá isso é verdade!

não sei porquê, mas toda agente encontra a sua cara metade, ou companheiro, antes do inverno, pelos meses do outono... tenho que deixar de hibernar tão cedo xD

um grande abc aos dois (;

Rafeiro Perfumado disse...

Um grande abraço para os dois e sinceramente, espero que sejam felizes, seja aqui, no Brasil ou onde a vossa vida vos levar!

Diabba disse...

]:-D

Um dia destes o longe faz-se perto, e acaba a distância que os separa.

Beijos repenicados para ambos

diabba & bongop

(ps: não tem nada a ver, mas respondendo-te: não vás ver o Scott Pilgrim)

paulofski disse...

Muitos Parabéns Psi e Theo. O amor realmente não tem fronteiras, qualquer que seja a distância a percorrer.

Abraço.

Gata Verde disse...

O vosso amor é lindo!!
E vocês também!!
:D

beijosssssssssss

Luís disse...

Lindo!!! Sejam felizes, muuuiiittto! E os parabéns até que nem ficam nada mal, bem pelo contrário: PARABÉNS :)

X disse...

Um belo texto. Sei bem o que é uma relação à distância (se bem que não tão grande nem tão espaçada). E uma coisa é certa há sentimentos que ultrapassam oceanos! Parabéns pelo vosso amor e que se mantenha assim para sempre!
Abraços!

P.S.: Assim que tiver mais de 30 segundos livres venho comentar as X-bios!

Speedy disse...

ouvi dizer que todas as relações começadas a 15 de Novembro são abençoadas :). parabéns Psi e a ti tb Theo

Blog Liker disse...

Bonito texto e bonitos sentimentos! Torço por vocês! Abraço!

um coelho disse...

Nós também torcemos por voces, ficamos deveras felizes quando os nossos amigos (ainda que virtuais) estão felizes também.

Toda a gente sabe que o amor move montanhas, mas vocês movem um oceano!

Mike disse...

Para mim que te "conheço" e convivo aqui contigo há relativamente pouco tempo, foi óptimo ler este texto e ficar a conhecer melhor esse amor que une dois corãções, que apesar de distantes, emanam felicidade.
Fico contente por vocês.
Muitos parabéns aos dois.
Abraços.

pinguim disse...

Julgavas que não comentava este post? Impossível!!!! E sabes bem porquê.
Revejo-me em muitas das vossas alegrias e carências; já chorei, e hei-de chorar as vossas lágrimas; já senti, como muito bem o Theo referiu, a terrível ausência que sentimos principalmente quando há aqueles pequenos arrufos que qualquer relação tem (nesses momentos faz tanta falta um olhar, uma festa, um sorriso).
Mas sei, como vocês sabem que , APESAR DE TUDO, vale bem a pena, quando se ama de verdade e sentimos a reciprocidade do vosso amor.
Conheci-vos pessoalmente num almoço nas Caldas, e desde então já nos encontrámos uma vez mais, aqui em minha casa.
Espero um dia podermos estar os quatro numa interessante conversa.
Mas acima de tudo quero dar-vos os parabéns por estes dois anos (o tempo passa depressa - menos quando estamos longe) e fico imensamente feliz com a vossa felicidade.
Beijos para ambos.